Metrô - Austin

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Metrô - Austin

Mensagem por Narrador em Dom Nov 29, 2015 3:23 am

Capital Metro, Austin, Texas



Na Primavera de 2008 o Metro Capital em Austin, Texas, tinha recebido seis veículos de piso baixo Diesel ferroviários que abriram uma nova era com um melhor serviço ferroviário de passageiros.

Cada veículo é auto-propelido por dois sistemas de acionamento elétrico a diesel e é capaz de iniciar e parar mais rápido do que os veículos de trens urbanos tradicionais.

Cada GTW tem uma capacidade de 200 passageiros(108 sentados e 92 em pé), bem como espaços para passageiros com cadeiras de rodas (totalmente compatível ADA) e bicicletas.



O acesso wifi no interior é de alta qualidade e do nível de ruído muito baixo oferece uma viagem confortável.

O sistema de comunicações para veículos ferroviários inclui informações sobre os passageiros (visual e acústico), um sistema de gravação de vídeo e uma infra-estrutura de LAN sem fio.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Narrador em Dom Nov 29, 2015 4:15 am

Ethan segue até o metrô que ficava bem em frente ao capitólio.

Logo após cruzar as Portas do Elísio Seraph sente um véu de sombras cobrirem ambos (Cria e Senhor), Seraph percebe que aquele era um poder elevado de seu clã e era melhor silenciar até que Ethan lhe dirigisse a palavra.

O metrô funciona até o horário de meia noite e ao olhar em seu relógio percebe que são exatos 23:30.
Ambos entram sem problema no lugar.

Na estação do capitólio e algumas outras, tinha um forte sistema de segurança, inclusive com detectores de metal.

Todavia atravessam sem enfrentar problema por todos eles. Ethan pula as roletas e desce até o nível do metrô onde pegariam o último trem sentido leste da cidade.

O metrô chega e como de praste as portas se abrem e a dupla entra em um vagão que estava quase vazio; exceto por um homem que dormia profundamente e uma mulher que estava mexendo em seu celular de forma bem distraída com seu fone de ouvidos.

Ethan finalmente se pronuncia e seu encanto se desfaz:

_Vamos até o porto da cidade, nos encontrar com Bóris, de lá iremos até o pub de Ada Keyle.

_Um assunto deveras intrigante aconteceu na tarde de hoje e era esse o motivo de William estar lá no Elísio. -Falava em um tom baixo o suficiente para sua cria ouvir-

_Falando nisso, deixe te explicar.

_Este vampiro em especial, é muito perigoso para qualquer membro do feudo, porém ele faz coisas que ninguém quer fazer, sem se importar em sujar seu nome ou reputação. Ele faz tudo isso por mim, não por me amar ou querer bem, mas por interesses.

_Em troca disso ele detém certos privilégios que não lhe posso negar, pelo menos não por enquanto.

_Este canalha poderia se lançar perfeitamente sobre qualquer inimigo que eu pedir sua cabeça. Não que eu não fosse capaz de matar um membro, mas um homem em minha posição tem que ser imaculado.

_Antes de você entrar ele tentou me ameaçar usando de sua pessoa. Eu não duvido que você seja capaz de se defender dele, mas caso ele consiga êxito em cumprir suas ameaças e fosse suficientemente tolo para cumprir sua promessa eu ficaria sem uma cria e sem um algoz, pois eu iria até o inferno para ter seu sangue em minha boca.

_E na atual situação em que a cidade se encontra perdas físicas como aliados e filho não esta em questão. Além do mal estar que isso geraria como a perda de prestígio com o clã dos cedros e nós para com eles.

*O príncipe olhava para o lado de fora pela janela pensando um pouco sobre o assunto.*

_Eu sei o quanto o clã ventrue é perigoso, eles são a segunda maior força da cidade, perdendo somente para nós. Todavia eu sou o peso que desequilibra essa balança.

_Nosso clã é uma fonte inesgotável de conhecimento e saber, mas apenas eu e você temos o poder através da força bruta e proeminência em combate.

_Então para evitar problemas maiores com um clã que pode nos fuder, evite contato com os ventrue, exceto se for muito necessário.
Se tiver alguma informação traga até mim, eu lhe dou essa liberdade.

_Em um jogo de xadrez, as vezes temos que perder uma peça importante para dar um xeque mate, deste modo, quando chegar o momento oportuno este cavalheiro irá cair de seu belo cavalo e temo que eu ou você terá que se sujar quando chegar esse momento.

_Mas até lá deixemos esse cavalo fazer o trabalho sujo por nós.

...

Olhando nos olhos de sua cria diz:

_Recentemente tive sonhos ruins e sinto que uma guerra interna de clãs e uma outra externa de seita nos atingira, assim sendo nestas últimas noites te farei um pedido em especial.

_Quero que reforce seus contatos, nem que seja através do poder de sangue. Tenho um que você pode começar.

_Ele se chama desembargador Phillip Banks. Sua influência no mundo humano é invejável, e seu poder sobre o mundo jurídico é capaz de abrir e fechar portas.

_Todavia tenha o devido cuidado para com esse mortal, ele tem inúmeros homens e segurança.

...

O príncipe faz um comentário e outro sobre como investiu no metrô e como fez ele sair do papel. Era impressionante a influência que este príncipe tinha na cidade.

_Tudo indica que teremos um cerco sabá em breve. Recebi um chamado para a guerra e é justo por isso que estamos aqui.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Seraph em Dom Nov 29, 2015 11:11 am

*Ao receber tidas essas explicações do Ethan, vejo como a cabeça dele deve estar cheia de preocupações e "deveres".*

-Humm... Não sabia que as coisas na cidade estavam dessa forma, se soubesse disso tinha ignorado esse Engomadinho  miserável. Passei muito tempo sem me meter em nada, política , cidade. Mas acho que o tempo disso acabou, cada um tem que tomar seu lugar no mundo. Por isso estava começando a mexer por aí e me veio a cabeça a Setita e levando  em consideração a fama deles, eu descobri o endereço do seu refúgio e ia começar por lá, sinceramente não entendo o por que você deixa essas pessoas na cidade, Setitas, Lassombras que acham que fazem parte da seita, não to questionando e sei que na política se faz muitas coisas, mas só não entendo. De todo modo dentre outras coisas que você falou agora, há também  o sumiço exacerbado do rebanho pela cidade, se isso continuar, os mortais irão evitar as ruas ou sair da cidade, fazendo a caça ficar escassa, isso faria com que estourasse uma guerra civil aqui dentro, você sabe que todo discernimento dos membros se esvai com a fome. Por isso quero saber o que você acha sobre isso (de ir no refúgio da seita)? Já sobre   o desembargador, eu irei visita-lo assim que possível e ata-lo a nós.
avatar
Seraph

Mensagens : 317
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Narrador em Seg Nov 30, 2015 2:54 am

Ethan sorri de forma satisfeita a sua cria, parecia que ela estava olhando tudo agora de uma nova visão e começava a entender quem era quem no feudo. Quem eram os verdadeiros inimigos.

Seraph se recorda bem que mesmo quando Ethan era xerife, a relação com o clã ventrue não era muito boa. Exceto pela relação com o príncipe que eram bons amigos e conselheiro (Senescal) e também seu xerife, tirando isso, nuca foi bom em paparicado sangue azuis. Ethan era do tipo que mantinha seus amigos por perto e seus inimigos mais perto ainda.

Prova disso foi o cargo de xerife que deu a Crane, Crane era um homem honrado para com seu príncipe, mas praticamente recebeu esse cargo em consideração ao falecido Botton e também por sua capacidade em solucionar problemas de difícil investigação.

Quanto aos independentes do feudo o vampiro diz:

_Pois é meu caro Seraph. É melhor um independente apresentado e cooperativo, que um membro ilegal na cidade fazendo besteiras.

_Se eles vieram até mim e pediram hospitalidade, é por que de uma forma ou de outra tem planos para Austin e de fato cooperam. Os Giovannis por exemplo. Não são flor que se cheire, e são de certa forma inimigos dos tremeres, mas eles sempre cooperam comigo quando peço algo. Temos dois deles na cidade um vive do crescimento tecnológico e seu senhor é dono do IML. Ter um Giovanni por perto pode significar uma rede de informações espiritual, assunto que são bastante hábeis. Pode parecer loucura, mas os espíritos me ajudam e eu consigo escutar a todos que vem me pedir auxílio.

_Fora eles temos madame Dara, uma ravnos oráculo. Inteligente o bastante para não se meter em assuntos que não são seus.
Ela vive na zona rural em um acampamento cigano com pouco mais de 35 pessoas entre crianças e adultos.
Eu visitava ela ocasionalmente fazendo inspeções, hoje é Crane que desempenha esse papel. Nunca tive mal a falar dela, pelo contrário, ela é bastante "humana" para com seu povo.

_Agora essa nova setita, bem, ela ainda esta sobre observação. Toda noite ela deve dar satisfação ao xerife sobre seu paradeiro, sobre pena grave se não o fizer.

_Quando ela pediu asilo, eu e o senescal encontramos verdades em suas palavras. Fizemos buscas em sua mente, perscrutando suas intenções.

_Ela tem uma devoção ao seu deus e tinha desejo de criar uma religião, fora isso, nada a mais.

_Ela não tem nada a ver com o desaparecimento do gado, caso contrário teríamos encontrado isso. Acredite, quando eu e o senescal nos empenhamos em encontrar a verdade em alguém, nenhum membro escapa.
Também ela tem a obrigação moral de entrar em contato com o xerife toda noite e relatar suas atividades e paradeiro, sobre pensa de morte se faltar com a verdade.

_Porém você tem meu aval para fazer sua busca a partir da noite que vem e tirar suas próprias conclusões.

...

_Quanto ao la sombra, não é de hoje que a camarila recebeu este clã que se dividiu entre as duas seitas rivais e a independência. Quem sou eu para negar asilo a um la Sombra aceito mediante todas as tradições.

O príncipe parecia sereno e explicava a situação dos humanos:

_Somos a quarta maior população do Texas e a décima quarta dos EUA e mesmo assim a falta de informação me preocupa. Fico feliz que agora você pretende me ajudar com isso de forma mais ativa.

_Também peço que quando for unir o desembargador ao laço, peça ajuda a sua irmã. Ela tem uma boa capacidade de ser invisível por assim dizer, além de conseguir atrair esse tipo de presa ao matadouro com facilidade.

_Quanto a uma guerra entre clãs, eu já fiz um cálculo e se o gado continuar a sumir, estimo que tenhamos um ano até que os membros entre em colapso. A partir daí terenos uma briga pela sobrevivência e adaptabilidade.

_Dentro de dez anos teremos a extinção de todos os vampiros da cidade. Ou simplesmente o exílio devido caça escassa. Eu não pretendo sair daqui tão cedo e por isso dia e noite tento convite da forma que posso tais sumiços.

**O telefone do vampiro toca de um número desconhecido.

Além disso tinha outras três ligações perdidas.**


Última edição por Narrador em Seg Nov 30, 2015 6:45 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Seraph em Seg Nov 30, 2015 3:52 pm

*Em meio a conversa que era uma que a muito tempo não tinha com Ethan, fico olhando para ele esperando que ele atenda o telefone, até perceber que era o meu tocando, não estava acostumado a receber ligações.*

-Só um minuto.

*Tendo o telefone*
-Sim.
avatar
Seraph

Mensagens : 317
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Narrador em Seg Nov 30, 2015 7:08 pm

Do outro lado da linha uma voz de criança, ou melhor dizendo, pré adolescente é ouvida.

**Ligação**

_Olá senhor Seraph, aqui é Briene. Te prometi uma coisa e já tenho ela em mãos.

_O endereço é xxxxxxxxxxxxxxxxxxx -Era o mesmo endereço que sua irmã tinha na agenda e te passou-

_Do Tome cuidado e faça uma reza forte antes de ir até ela. O clima do lugar é meio pesado...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Seraph em Seg Nov 30, 2015 9:52 pm

-Obrigado Senhorita Briene, pode deixar que fecharei meu corpo quando for fazer uma visita a essa senhora. Obrigado por ajudar, quando quiser conversar e no que eu puder e só me avisar.
avatar
Seraph

Mensagens : 317
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Narrador em Qua Dez 02, 2015 8:18 pm

**Ligação**

Era possível ouvir Briene sorrir do outro lado da linha.

_Que nada Seraph, a gente tá aqui pra isso.

_Então vou indo lá. Até mais ver...

**Ligação encerrada**

Deste modo a vampira encerra seu telefonema e Seraph retorna sua atenção a Ethan, que olhava compenetrado para frente sem mover uma pálpebra sequer.

_Vamos soltar dentro de duas estações.

Neste momento o vagão já estava vazio, os últimos dois passageiros que restavam tinham soltado a algumas estações anteriores.

Não demora muito e ambos, cria e senhor, descem.

Ethan era muito precavido e sempre andava evitando as câmeras.

Sua cabeça estava sempre baixa, afim de evitar que seu rosto fosse reconhecido.
Em sua cabeça um chapéu de cowboy fazia o resto do trabalho.

O malkaviano ensinou desde quando ainda Seraph era um neófito a como andar na cidade e a se portar ante a câmeras e circuitos de TV, deste modo os movimentos saem até mesmo semelhantes.

Ao se aproximar dos guardas Ethan puxa uma conversa boba simulando o rebanho.

_Então cara, estou te falando, esta cidade oferece muita oportunidade para nós, músicos, te garanto que após este período de certas aqui, você vai querer ficar de vez... -Encerra a dissimulação quando se afasta dos guardas e torna a fazer silêncio-

Saindo da estação ambos caminham por cerca de quinze minutos a passos rápidos.

Era possível notar que assim que saíram do metrô, estavam novamente coberto pelo manto de sombras.

OFF: Se quiser fazer alguma ação até o período que sentiu a ofuscação de Ethan sobre si, o faça. Caso não, apenas sinalize em off que seguirei adiante.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Seraph em Qua Dez 02, 2015 10:38 pm

*Seraph vendo o modo como Ethan se comporta na rua parecia um Neofito aprendendo as primeiras lições da noite, cada movimento dele era marcado e sincronizado, alem dele ter um conhecimento da área invejável. Ele durante seu cargo de xerife e Algoz deve ter sido (alem do que ja sabia) implacável. Realmente duvido que algum transgressor fugisse dele por muito tempo. Apenas o acompanho para chegarmos logo ao nosso destino, eu não o atrapalho.*
avatar
Seraph

Mensagens : 317
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Narrador em Qui Dez 03, 2015 2:11 am

[Próximo post ruas do leste]
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Metrô - Austin

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum