A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Sab Jun 17, 2017 3:05 am

O Mercador desperta após ouvir o som das correntes e roldanas ruidosas da porta do refúgio abrir sem sua autorização.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Sab Jun 17, 2017 9:15 pm

Aquele sono, assim como todo aquele maldito mês, não foi dos ‘melhores’ - Toda aquela merda eclodindo acima, desembocava ali... no esgoto… Antes, apenas fosse no sentido real…

As roldanas

O alarme não tocou...

Jamais... Em todos estes anos... Aqueles ruídos foram ouvidos sem o seu consentimento prévio...


O tempo parecia ter congelado naquele instante. Contrariando a aparência decrépita, o cainita se levanta com um único salto, do amontoado de roupas velhas e já com o cabo de sua lâmina fechado na mão dominante. Enquanto, com os olhos analisava as imagens do monitor da entrada principal.

“Nunca abririam sem permissão… Stevens… Eu vou mastigar as suas malditas vértebras e fazer valer a fama do seu sumiço!” - só podia ser através dele que conseguir acharem o furo na segurança.


Apesar dos passos apressados, a criatura parecia sequer tocar a pedra, pois ruido algum vinha de seu deslocar.

avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Dom Jun 18, 2017 1:39 am

A cena que viu era no mínimo esquisita. Soldados da Vigília Perpétua estavam na sua porta.


O indivíduo conhecido tão somente como MILITAR, segue na frente do grupo e para a alguns centímetros da porta. The Zoo, faz um sinal de negativo para seu senhor, tentava dizer que não era culpa sua, mas tudo indicava que foi ele que abriu a porta.

Por trás do Militar, você vê cerca de 7 homens um último, um bastante robusto, apontava uma bazooka. Para direção do QG.

_Fizeram bem... -Disse o Militar parabenizando seus homens-

O Mercador sabe que uma das regras desta cidade era inspeções inopinadas nas atividades das ninhadas. Todos tem direito e devem bisbilhotar uns aos outros pelo bem do próprio clã, mas feito desta maneira, era um pouco invasivo...

_Desculpe chefe, ele apareceu como um fantasma e disse que se não abrisse a porta imediatamente iria colocar tudo abaixo. -Dizia o Hacker-

...

Por outro lado, o Militar que permanecia imóvel até então, fita o Mercador. Após isso faz um sinal para que seus homens abaixem a arma.

_Será que podemos conversar?

_É particular...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Dom Jun 18, 2017 8:34 pm

Ao perceber o gesto do "ZOO", propositalmente adentro no salao principal ainda sem dizer nada, enquanto esbarro na sujeira e entulho, mastigando a própria língua, remoendo o que diria diante daquela situação inusitada - um confronto estava fora de questão e, eram medidas por demais desesperadas.

Além do mais...

- O que aconteceu com o resto da VIGÍLIA? - Algo na sua voz dizia que ele não tinha boas expectativas para o que as ações da VIGÍLIA haviam causado dentro dos esgotos.. Os desgraçados haviam seguido o protocolo... Pediam favores nas pichações... Com toda certeza manipularam a porra toda.

- Mas vocês... - aponta para trupe plenamente armados.

- Joguem estas porras ali dentro! - Aponta para o armário do canto.

- Não quero nenhum filho-da-puta entrando armado deste jeito aqui! Onde já se viu... - resmunga como um idoso, balançando a cabeça.
avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Seg Jun 19, 2017 12:08 am

Militar estava somente com uma pistola, pelo menos a punhos, desequipar todas aquelas parafernália demoraria pelo menos 20 minutos e ninguém estava disposto a perder tanto tempo.

Todavia o mesmo trava a arma e lança a mesma em um caixote.

_Claro; um homem que não respeita a casa de seu próximo não merece respeito algum, quiçá nós, que já deixamos essa condição humana a datas remotas...

_Vivemos sobre o julgo de regras, sobre a qual não coexistiríamos...

...

_Quanto a Ninhada Vigília Perpétua...

_Ela é um espírito que anda, o sangue que cada um de nós sangra, um rato que se esgueira... Somos uma idéia, e ideia não morre!

Após tais palavras, dá um passo adiante.

_Então?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Seg Jun 19, 2017 4:46 pm

Aquele discurso sobre ideia.... Remete-lhe à uma cena de um filme... Quando o herói morria...

Com pesar, o cainita faz sinal para que os demais entrem, apontando um canto apenas para arremessarem as armas - ainda não estava tão confiante, apesar de tudo.

- Entrem... Imaginei que iriam manipular a situação é colocar vocês como psicopatas, fratricida ou alguma baboseira motivacional para enfraquecer a principal frente bélica aqui de baixo... Aquela bobagem de amizade, abraços e beijos de psicopatas que precisam de Laços de Sangue coletivo para evitar a Matança... São muito tolos se acreditam que procuram algo além de SANGUE..- Balança a cabeça enquanto procurava a entrada para a "plantação".

- Tempos tranquilos criaram uma idiotisse coletiva em nosso povo... Fechem os portões! Manter está porra aberta é pedir para tomarmos invasão! - Aponta para ZOO ja que o orelha-seca já havia feito a camada.

- Precisam comer? A safra não está grande coisa mas podemos oferecer "pão e sal".. Quem foi que atacou vocês? - Já pergunta na lata.
avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Ter Jun 20, 2017 12:41 am

O Militar adentra o local e deixa seus homens na porta.

_Ninguém vai entrar aqui além de mim e ninguém a princípio sairá. A porta vai permanecer aberta até que estejamos conversados ou todo mundo entra armado. Você escolhe!

_Você escolhe...

Após ouvir algumas alusões, o Militar diz:

_Você bosteja coisas tão rápido quanto a deduz, deve ser por isso que ultimamente ninguém te procura para fazer uma barganha. Eu estava disposto a quebrar essa maldição, mas parece que você já sabe muito mais do que precisa ouvir.

Se levanta  caminhando em direção a sua arma, certamente após concluir o caminho até ela iria embora. O Militar tinha a fama de ser mais implacável que Bóris, e agora com ele na superfície, parece que tinha perdido o homem que lhe freava.

Finalmente mostram para o que vieram e se você não tivesse jogo de cintura, talvez seria o fim desta ninhada.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Ter Jun 20, 2017 3:52 am

O velho rato se interpôs no caminho do "Militar".

- Quando você fica de rodeios, armados desta forma, queria me propor algo que não uma invasão!? Vocês mandam a porra de um espião Sabá. Ah! "Stevens" -
Faço aspas com as mãos.

- O "neófito" era imune a Laço de Sangue do seu chefe! E se dependesse dele, tinha entregado de bandeja todos os Anarquistas DIRETO NA MÃO DO SABÁ! - ele enfatiza, veementemente aquela última frase, de modo a fisgar de novo à atenção do líder daquela invasão.

- Agora te dou uma escolha: Podemos lutar como um bando de macacos .... vocês perdem a única oportunidade de encontrar o desgraçado do neófito e descobrir o quanto de informações ele vazou de vocês, dar motivos para mais ninhadas deixarem de servir o Russo .. Alem de deixarem escapar a possibilidade de ter os Anarquistas com vocês....OU ... Pode parar de declamar V de Vingança e dizer o que veio fazer aqui. Sei que você não é burro e vai saber enxergar a escolha mais vantajosa... - estava sério e mantinha todo o cuidado de manter o MILITAR na sua frente da linha de fogo, sem deixar de prestar atenção nos seus homens, aquela porra toda estava a fios de explodir e sabia que aqueles ratos tinham ódio da própria existência amaldiçoada e poderiam facilmente sacrificar-se por nada.

Mas uma coisa era certa: Se aquele porra explodisse, sesta velho levaria o mais próximo com ele e, pela primeira vez em muitos anos, ele deixa de fingir ser o velho desastrado ou receptivo, deixando notório que ele também não temia dançar próximo à Besta.
avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Ter Jun 20, 2017 4:07 am

O Militar para ao notar que Mercador se interpôs entre seu caminho e o de seu armamento, recuando enquanto pega uma granada que estava presa a seu peito. Os ânimos ficam acirrados.

Após isso o inesperado acontece, ele lança a granada ainda com o pino para um dos homens de Mercador, que segura a mesma como se tivesse segurando uma batata quente, mas logo percebe que não oferecia perigo e estabiliza.

_Vocês dois pra fora! -Diz fazendo um sinal com o polegar-

_Caso eu mate seu chefe hoje, você vai estourar essa granada e matar todo mundo... Porém, se seu chefe tentar algo contra mim, aquele grandão com a bazuca lá atrás vai acabar com tudo de maneira igual.

_Agora vão!

Os homens de Mercador estão dispostos a aceitar a idéia, era o mais próximo da igualdade que teriam nesse momento, todavia, precisavam receber a ordem de seu mestre.

_Senhor Mercador, somos senhores ocupados, então vamos acabar logo com isso. Ok?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Ter Jun 20, 2017 4:15 am

Apenas meneio, afirmativamente a cabeça, tomando assento por sob uma caixa de madeira que range sob o peso. Ele mantém os olhos fixos e, agora não sentia que precisaria fingir piscar ou respirar. Não se fazia mais necessários protocolos desnecessários.

Aguardaria o que viria à seguir. Querendo ele falar de pé ou sentado; não lhe faria diferença.
avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Qua Jun 21, 2017 3:28 am

O Militar puxa um caixote e se senta frente a frente com Mercador.

_Você diz que Boris foi traído por Stevens, concordo, mas esse menino, o Stevens, possui algumas propriedades especiais que o torna um sobrevivente em potencial.

_Mas antes d'ele partir, nos relatou algo curioso sobre você; falou sobre sua aventura e resgate de Harper... -O Militar se cala por um curto período- ... Todos os detalhes...

_Mediante a isso, vim aqui pessoalmente lhe dar meus parabéns pessoalmente pelo que fez.

_Sua ação desequilibrou a balança que pesava para o sabá, você simplesmente fez as coisas voltarem ao eixo, mas a troco de que?

O silêncio se faz mais uma vez, mas é rompido novamente.

_Assim sendo, também me sinto no dever moral em te alertar que cedo ou tarde esse castelo de areia deve ruir. Talvez daqui a 1 mês, 2, 3... 6... Enfim, cada um reage ao laço de maneira diferente....

_Mas não obstante a isso, a casa pode cair antes mesmo do que a gente imagina... o que quero dizer com isso?

_É que esse nosso mais novo amigo, pode dar com as línguas nos dentes com o Sabá ou mesmo com Alexia, a atual barão e senhora de Harper. Quando isso ocorrer, talvez você vá precisar de pessoas como eu ou Boris.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Qui Jun 22, 2017 12:48 am

Ele observa o que lhe era dito, apenas meneando a cabeça afirmativamente, sobre o suposto neófito ter habilidades únicas que, infelizmente não poderiam ser utilizadas sem um risco ainda maior. Teve sucesso em adentrar em cada uma das Ninhadas trazendo algo e levando ainda mais - quase como se lhe fosse interessante disseminar o Caos.

"Tenho ciência de que caso isto tornar-se público ele pode ficar bastante irritado... E, tal como você, confuso por não ter me valido ainda deste trunfo dentro dos Esgotos ou pressionado ainda em meu favor... Mas tudo tem seu tempo..." - E sorri, já formulando como contornar a situação caso a Baronesa tivesse já ciência disto.

- Agradeço os cumprimentos e a oferta. - e olha de relance para toda a trupe ali.

- Então quer dizer que ele ainda tem tentáculos aqui no Mundo Inferior? Fico interessado nos planos de Boris para com o Terceiro Estado para vir ávido para nos engolir... - diz referindo-se aos Anarquistas.

- Quanto àquela BARATA... Infelizmente, não o coloquei em "berlinda" por respeito à Tua Ninhada, na qual ele fazia parte... Talvez se tivesse sido mais cauteloso... Teríamos em mãos os modelos de invasão ou até mesmo o contato dele... Uma lástima, com toda certeza... Poderia nos dizer a última vez que o viu? - ele divaga enquanto remoía algo em sua mente.

Levanto como se atravessado por uma idea repentina, voltando-me para meus irmãos de Ninhada e a Trupe "convidada".

- Ah! Permita-me uma coisa... - ele pede para o MILITAR.

- Hey! ZOO! Chame seus garotos... Façam eles farejarem pelo Stevens! Ele esteve conosco tempo o suficiente para o cheiro dele ser familiar aos garotos (era como se referia aos ratos). Não vou cometer o mesmo erro... Quem não garante que o bastardo ainda possa estar aqui, Ofuscado ou mesmo disfarçado de alguns de seus homens? - seria o último lugar que qualquer um dos dois imaginariam procurar e, talvez esta fosse a maior sacada daquele sobrevivente cheio de habilidades.

avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Sex Jun 23, 2017 1:46 am

Militar agita a cabeça em negação, e The Zoo que se preparava para buscar os meninos, reluta.

_Nada de ratos, não vou permitir que sintam nossos odores!

Essa talvez não fosse sua intenção, ou se fosse seria frustrada uma vez mais.

_O fato de estar disposto a essa barganha, não significa que confie em você inteiramente. Porém, tenho algumas ressalvas e benefícios que lhe direi após te elucidar....

_Stevens não é bobo de tentar se infiltrar no meio de nós. Ele sabe que entre os meus, existe pelo menos 1 sensitivo de poder suficiente para fuder seu disfarce.

_Agora vamos parar de rodeios e ir direto ao ponto.

...

_O mancebo desertor simplesmente não trabalha para ninguém, ele é solitário, esperto e vive dos problemas que arranja, ele gosta disso e se sente bem assim. Ele tão somente é um autarca infame, que se acha esperto demais para ser dono do seu nariz e talvez não seja tão moço quanto diz ser, talvez nem mesmo seja quem diz ser!

_Porém te garanto com plena certeza; ele não está aqui embaixo e é por isso que estou aqui em sua casa.

_Como bem sabes, somos os espíritos que caminham pelas catacumbas,  esgotos e subterrâneo em geral, contudo nosso poder não se estende além de nossos domínios.

_Assim sendo, como ele não se encontra em nosso domínio, preciso de alguém que possa subir e fazer o que não podemos!

...

_Quanto ao acordo...

_Caso você consiga o que queremos, Bóris pode garantir a entrada oficial de suas duas crias para a nossa camarilla e nossa Jhyad como membros oficiais.

_O que me diz?

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Sab Jun 24, 2017 2:44 pm

Aquele vampiro era sagaz e também tinha o mesmo nível de paranoia que eu - respeito isso. Contudo, assim como ele, partia da premissa de que o garoto também não fosse um "neófito" e, quando foi verbalizado, ele confirma.

- Bah! Finalmente concordamos em algo! - E dá um tapa de leve no próprio joelho - algo tolo que mantinha desde vivo.

Inspira profundamente antes de seguir adiante.

- No começo, até achava que tivesse sido o Abraço que tivesse fragmentado a mente do garoto... Mas a facilidade com que ele encontra brechas nos indivíduos... A percepção do momento exato de antever a hora de "dar tchau"... Suponho que ele havia sido infiltrado no intuito de causar um pequeno tumulto em nossas fileiras... Permitir que percamos tempo e esforços apagando os pequenos "incêndios" causados, enquanto ganham território e mapeiam nossas defesas... Até mesmo fingindo ser um "pobre coitado" e desacreditando-nos entre os iguais! O maldito boato sobre terem o matado, poderia muito bem ter vindo do próprio desgraçado quando se "apresentou" à outras Ninhadas menores levando a saída do primeiro grupo de nossas fileiras. - e já começa a refletir no quão complexo seria aquela caçada.

- O problema disto tudo é que são muitos "achos" em uma mesma oração, tenho de concordar... - e deixa escapar o desapontamento diante da própria situação.

"Então tenho de subir de novo... Em tão pouco tempo... E sem ideia de quando me arrastar de volta para meu buraco..." - morde o lábio de leve enquanto refletia sobre como deveria conduzir a partir dali.

Aquilo era algo que ele havia buscado evitar com toda força. A "maldição do esquecimento" até que lhe garantia uma certa cobertura e tirava seu pescoço da reta de muitos problemas. Todavia, pediam para que subisse às claras e entrasse no salão principal - Durante as vésperas de um confronto! Estava realmente fodido se aceitasse aquilo.

- Bom, tenho alguns pedidos... - disse em tom baixo.

"O que você está fazendo? SEU imbecil! Vai colocar seu pescoço acima por causa do quê?! Destes dois ai?! E a porra dos termos deste acordo?! O que eles garantem é que não vão foder vocês depois da sua maldita empreitada acima, era mais do que obrigação por vocês também limparem a bunda deles!" - gritava dentro da sua cabeça, quase urrando, enquanto decidia lutar em vez de fugir.

- Gostaria de "insumos"... Vocês são famosos pelo aparato bélico.. - e aponta para o desgraçado com uma MALDITA BAZUCA.

- Claro que não pretendo ganhar uma BAZUCA de natal! - e dá uma risada forçada, quase como se esperasse um "quem sabe", de volta.

- Mas vou precisar de blindagem, algum poder de fogo, aparelhos de espionagem e dinheiro para me mover ali em cima... Como você bem sabe... - e aponta para a sujeira e bagunça ali do ambiente.

- Não estamos na época de vacas gordas... Além do fato que vou precisar providenciar um Refúgio ou mesmo contratar algum maldito sensitivo... E Deus sabe como estas porras andam caindo igual moscas enquanto as peças estão sendo posicionadas... - e balança negativamente a cabeça.

- Além disso, precisarei de informação sobre ele enquanto voltou para vocês... Último lugar que foi visto... Coisas assim...

O sumiço de Hecate... A saída do Oráculo... Várias peças importantes estavam saindo de cena... Era como gostava de atuar: destrua a possibilidade deles te perceberem e a matança acontece. O único problema é que, desta vez, ele seria a presa. Uma sensação odiosa.

- Coloquem meus filhos dentro do raio de proteção de vocês... - ele sequer consegue acreditar que estaria dizendo uma coisa destas.

"Você é um imbecil?! Está simplesmente entregando eles de bandeja para este maldito orfanato Russo?! Tudo isto por que tem medo deles morrerem?! Você é um desgraçado mesmo... Depois de todos estes anos, ainda consegue se apegar!? Isto é sua maldita fraqueza! Você sabe disto! Sabe que vai se sacrificar por um desgraçado que, já deve estar a milhas daqui, no meio do fogo cruzado e ainda resolve engordar o Russo em caso de morte?!"

Lutava contra vontades mas não havia uma saída e, infelizmente, precisava fazer isto para não correr o risco de perdes as parcas conquistas momentâneas. Ele cospe na mão e estica para o cainita conhecido como MILITAR.
avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Sab Jun 24, 2017 9:51 pm

Ouve com atenção e acena positivamente a cada pedido, quando o Mercador conclui, o mesmo se levanta e retira a máscara.



O rosto do Militar foi totalmente deformado pelo abraço, parece que toda sua pele derreteu naquele momento, ficando apenas a mostra sua musculatura disforme.

_Os meus termos foram aprazíveis a você e... Seus termos também foram aprazíveis a mim.

O mesmo cospe na mão e estende em resposta, apertando logo após a sua.

_Temos um pacto!

...

Após isso diz:

_Te aguardo la fora!
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por O Mercador em Dom Jun 25, 2017 11:02 pm

Pelo que havia entendido, não seria daqui a duas horas ou amanhã - eles estavam, REALMENTE desesperados. Pelo visto, caso demorasse, a "boa vontade" podia se transformar como a maré conforme o dia progride. Sigo até a bancada, onde haviam inúmeros componentes eletrônicos e pego o notebook sobressalente que estava desligado, dentro de uma caixa fechada. Ligo o bendito aparelho para checar se estava funcionando.

"Perfeito! Limpo e novo.." - satisfeito, desliga o aparelho ao notar que estava funcionando e o deposita na mochila, que também continha algumas mudas de roupas comuns, um telefone celular novo e um caderno de 10 matérias , para o caso de precisar sair o mais em fuga daquele local.

Pega  algumas pastas dentro de um grande armário metálico velho. Começa a vasculhar entre elas até que encontra uma pasta azul confiro o conteúdo.

"Sim... Esta mesma..."  os Membros "oficiais" e seus endereços e Refúgios conhecidos. Claro que havia necessidade de atualizar com as mais recentes mortes e a migração Brujah que estava acontecendo para dentro do principado.

No viveiro, ele sabia bem o que queria. Ratos seriam socialmente pouco efetivos, mas podiam entrar onde outros não. Levaria um exemplar dos inúmeros aos quais tinha acesso - teria que ser um dos melhores que dispunham.

- (Animalismo) Bigode... Venha aqui garoto.. - guincha  enquanto oferecia as próprias vestes como morada para o pequenino, algo que ele costumeiramente gostava de fazer.

Agora estava incerto sobre qual dos voadores levar - Frederico era bom mas tinha um péssimo hábito de furtar objetos brilhantes, mesmo que não tivessem muito valor - corvos seguindo seus instintos.

"Bom, para o que vou precisar ele vai servir..."

Gralha para com Frederico.

-(Animalismo) Venha também, Fred! - oferece o ombro para que venha repousar.

- (Animalismo) Hoje vamos ver a lua! - dizia pois sabia o quanto isto agradava a criatura.

Enquanto recrutava os dois primeiros, magrelo lá fareja as pernas do dono, com o rabo oscilando como um metrônomo. Como se sentisse que seria convocado também. Afago entre suas orelhas, assobiando para que seguisse.

Agora só faltava uma coisa: um pequeno kit de ferramentas caso precisasse entrar em algum lugar. Afinal, as coisas não funcionavam como no cinema - não havia necessidade de ser convidado, caso desejasse entrar em algum lugar.

- Vamos.. - diz enquanto saia do Refúgio, sem olhar para trás.
avatar
O Mercador

Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Seg Jun 26, 2017 12:20 am

Após pegar os serviçais, Mercador parte sem olhar para trás, deixando suas crianças temorosas naquele lugar. Sabia que nada ocorreria a eles, ou alguém pagaria o pato, mas ainda assim segue temerário.

Todos caminham subterrâneo a fora, passando por inúmeros locais confusos para uma criança da noite e pior ainda para mortais.

Foi quando chegam ao QG da Vigilia após quase uma hora de caminhada difícil.

Mercador já passou perto deste lugar algumas vezes, mas nunca ousou se aproximar sem ser convidado. Era perigoso e não valia a pena tentar sobrepujar o refúgio mais seguro da cidade.


Última edição por Narrador em Seg Jun 26, 2017 12:23 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Narrador em Seg Jun 26, 2017 12:21 am

Off: próximo post QG da Ninhada Vigília Perpétua
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A toca do Coelho - Ninhada da Colheita

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum