The Westin Austin Hotel

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Seg Maio 02, 2016 3:34 am

A vampira arranca um sorriso de Ernest que se senta ao longe enquanto abria um embrulho que estava enrolado em um pano tule vermelho.

_Se sinta em casa, mas primeiro, permita te mostrar minha máscara.

_Terminei ela ontem, será que você vai gostar?

O vampiro desenrola a máscara com muito cuidado, enquanto todas as quatro mantinham a atenção naquele homem.

Sua mão estava a frente do que seria o rosto da máscara, até que por fim se revela.

O Diabo se ajeita no banco para assistir o espetáculo.



As mocinhas parecem ter gostado da imagem do próprio diabo a lhe encarar.

Ernest por sua vez faz um sinal com a mão espalmada, que passeia por toda extensão do veículo.

_Desfrutem do melhor que a vida tem a oferecer!

_Afinal, ela é muito curta...

A voz sai abafada e muito rouca, rasgando, não era a voz de Ernest, era uma encenação perfeita de um demônio.

Apenas os olhos são vistos; eram desafiadores, e pairam sobre a Setita. Seria este um teste?

...

A serpente sai daquele transe infernal após sentir o toque de uma bela ruiva que desliza sobre seu abdômen e finaliza em seus seios.

Sua língua quente toca seu pescoço, estava um clima perfeito para a vampira de tez negra filha do deus da escuridão.


Última edição por Narrador em Seg Maio 02, 2016 3:45 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Seg Maio 02, 2016 3:43 am

[Próximo post ruas centrais]
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Sex Jun 16, 2017 11:59 pm


SEGUNDA TEMPORADA
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Sab Jun 17, 2017 12:07 am

Obah como sempre dormia nua e muito bem acompanhada...

Desperta com beijos molhados em seus mamilos de uma das belas gêmeas, filha do Diplomata Sueco , que conquistou na noite de ontém em um show em uma das muitas casas noturnas que frequentava ultimamente.



As moças ainda estavam drogadas e você que bebeu delas na noite anterior, ainda sentia uma leve pontada em sua tempora, mas nada que oferecesse algum risco grave a nefasta luxuria toreadora.

_Até que enfim acordou, quase pensei que estava morta... -risos bobos das duas-

Por sorte estavam muito mal para perceberem o óbvio.

Por sobre a mesa o que restou da festinha particular; uma delas tratava de inalar uma fileira de cocaína, enquanto a outra bebia whisky cowboy, contendo 2 comprimidos de ecstasy.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Sab Jun 17, 2017 1:02 am

Como uma mortal, sonolenta e preguiçosa, assim Obah desperta. Sorri de canto diante da imagem a sua frente, aprecia as duas jovens enquanto essas se auto "temperam " ao gosto de Obah.

Após o ato acena com as pontas dos dedos para as duas.

- Venham cá minhas delícias, me digam como fizeram para me enfeitiçar ?

Mexe sobre os lençóis como se deslizasse, ficando assim de bruços para ouvi las.

- Ainda não sentiram a falta de vocês ?
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Sab Jun 17, 2017 4:22 pm

As moças sorriem e se ajeitam na cama junto a Obah Abdala, oferecendo a bela cainita a bebida batizada.

"Britta" deslizou pela cama como uma serpente, se posicionando com os lábios nos seus pés. Enquanto beijava os mesmo sua vagina rosada e nadegas ficaram na direção do seu rosto de maneira convidativa.

"Gretta" era a mais safadinha e atrevida, se senta atrás da cainita e lambe seu pescoço enquanto dizia nos seus ouvidos palavras sem pudor, contendo um elevado sotaque de seu país de origem. Após isso responde sua pergunta...

_Estamos de férias na faculdade Honey e nossos pais não ligam muito com o que fazemos, onde estamos, ou para onde vamos, desde que não sejamos presas... Rsrs... Quanto a Rick nosso motorista, ele é pago para nos levar e nos aguardar quanto tempo for necessário...

_Ele é muuuiiitttooo bem pago para isso... -Britta que estava de costas se vira olhando de canto e dando uma ridada saliente-

Ao que tudo indica elas também saíram algumas vezes com o motorista, que era um jovem elegante.

Off: Você está praticamente abastecida com sangue, menos 3 pontos somente, todavia sorver estas meninas que já lhe serviram de alimento na noite passada, poderia ser arriscado para integridade delas.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Seg Jun 19, 2017 2:27 am

Obah retribui as carícias enquanto ouve atenta cada uma das jovens. Sua situação atual lhe deixava extremamente à vontade para conquistar espaço e influência na cidade.

Brincam por alguns minutos e após satisfaze-las decide levantar. Era sua vez de preparar o drink e providenciar o jantar.

Levanta e solicita o serviço de quarto, pede dois dos melhores pratos da casa para servi-las. Enquanto este não chega, é hora delas provarem do doce veneno do escorpião.

Segue até o barzinho particular montado em sua suíte. Atrás do balcão começa a preparar o melhor blood Mary de suas vidas.

- Meus amores, minha casa é sua casa agora. Quero que façam desse hotel um de seus refúgios particulares. Aqui serei somente uma serva para vocês. Pedi o que tem de melhor em nosso cardápio, claro que, nada a altura do sabor de vocês. Suas gostosas...humnnnaaarrggg...

Geme e morde o lábio inferior enquanto enfeitiça as duas com seu olhar. Na verdade a ação se estendia a outra, os drinks eram finalizados com uma boa dose de seu vitae. Fazer laço com aquelas duas era apenas um pequeno passo para trazer uma presa maior.
Instantes depois sai de trás do móvel e lhes entrega o drink.

- Drink darling, tenho certeza que nunca apreciaram bebida melhor. Juro !

E aguarda que as duas bebam até o último gole.

Off: pretendo iniciar laço com elas.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Seg Jun 19, 2017 11:55 pm

A bebida é separada e servida pura.

O sangue gelado da bela cainita causa a impressão de uma bebida que deveria ser tomado sem mistura de gelo ou qualquer aditivo, era um puro licor de cereja do leste europeu; fresco e doce.

As meninas se sentem privilegiadas com tamanha a honra e saboreiam a bebida nobre sem remediar. Após isso a euforia que se segue é sem par.

O sangue cainita parece potencializar o efeito do consumo das drogas e também a vontade em consumir algo mais forte(de um ou de outro).

As meninas se lançam a você de imediato e uma delas,a Britta, diz:

_Eu é quem sou sua escrava minha senhora, me possua uma vez mais, te imploro...

Gretta ressalta...

_Só vou permitir isso se ela me possuir primeiro sua vaca... Quero mais, quero um pouco mais de tudo! -Diz enquanto deslizava suas delicadas mãos por entre suas pernas, lhe dando um beijo ardente-

Estavam completamente entregues...

...

Seu telefone toca com o toque específico de Ibrahim.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Dom Jun 25, 2017 4:17 am

Obah anda ao redor da cama após o ato, usava um roupão perola em seda fina. Segue até a janela abrindo-a e por alguns instantes fecha os olhos e suspira longo e profudamente, a voz das duas garotas parece ecoar longe assim como o barulho dos carros lá embaixo.
- A casca pertence à eles, mas a essência somente a ti. Oh poderoso, ouça o meu sussurro e não te esqueças de tua serva.

E aquele momento que para Obah era mais que estabelecer um laço - era um ritual antigo para mostrar ao seu Deus que ela ainda estava ali - é interrompido pelo barulho do celular.

E toda a expressão tranquila desaparece de seu rosto, olha para as duas garotas e leva o indicador aos lábios pedindo silêncio. Analisa por alguns instantes ponderando se deveria atender. E claro, atende.

- Pois não?!
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Dom Jun 25, 2017 10:50 pm

As moças sorriem uma para outra e repetem o gesto enfatizando em um tom de brincadeira. Conforme a cainita se afasta ambas trocam beijos deliciosos e carícias, ressaltando que Obah deveria ser ligeira e voltar para festa.

Assim sendo Obah atende o telefone e nota que era o próprio Ibrahim.

_Abra a porta!

Tais palavras acabam com o dia de Obah. Suas pernas ficam fracas e um gélido arrepio percorre de seu cóccix até a sua nuca.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Sex Jun 30, 2017 9:19 pm

Obah franze a testa e automaticamente desliga o telefone. Olha para as duas e diz gentilmente:

- Como eu gostaria de ficar com vocês, mas como passei o dia cansada e adormecida após todo o prazer que me propuseram. Agora, terei que trabalhar. Peço que peguem outra suíte para vocês a que quiserem, até o final desta noite prometo que estaremos juntar novamente. Até lá , dêem notícias ao pai de vocês e avisem que estão bem. Diga que ele é bem vindo em meu humilde hotel.

Apesar da doces palavras a sua expressão é quase idêntica a de um vaso, de fato, mal estava começando com aquelas duas.

Espera que as duas se troquem e fiquem prontas pra sair, para finalmente abrir a porta para o tremere.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Sab Jul 01, 2017 12:42 am

As moças se aprontam de maneira vagarosa, levam uma média de 20 minutos, faziam corpo mole e você teve que apresar elas algumas vezes para o bem estar de todos, mas ainda assim demoram mais que o normal.

Quando finalmente saem, o Tremere estava na porta com um sorriso indecifrável no rosto.



As meninas sorriam, como se estivessem pisando em nuvens, estavam felizes com a degeneração pessoal.

Todavia quando notam o estranho na porta, assumem uma postura mais natural, sérias, desviam o olhar do mesmo, seguindo pelo corredor do hotel.

_Vinte e um minutos e trinta e quatro segundos...

Por fim desfaz o sorriso.

_Posso entrar?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Sab Jul 01, 2017 4:56 am

Após a saída das garotas corredor afora Obah volta a sorrir, estava frente à frente com um dos cainitas mais poderosos que já vira.

- Como não ?! Minha casa, sua casa.

Então se afasta da entrada para que ele possa adentrar na suíte presidencial, seu atual lar.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Qua Jul 05, 2017 1:23 am

Ibrahim estava com uma mala de viagem na mão.

_Você não precisa mais de nossa proteção, Alfaiatezinho de Praga se retirouda Cidade. Vou desfazer o que fizemos!

_Deite-se e se despeça de Obah Abdalla.

Após isso, o mesmo limpa uma mesa e arrasta para próximo da cama.

_Podemos começar?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Qui Jul 13, 2017 4:55 am

Obah ou Anne, analisa os passos e cada palavra do velho tremere, sua praticidade é incrivelmente irritante. Em seus pensamentos, ela se indagava se aquilo era ser camarilla, viver ao bel prazer das vontades dos anciãos. Ela via algo diferente no Príncipe e por isso se submeteu a tudo aquilo, afinal, lhe foi dada a oportunidade de estar do outro lado, mas não quis... Preferiu estar ali.

Segue cada uma das orientações do tremere, guardando para si a notícia de Que o Sabá voltara a enfraquecer. Nunca se imaginou membra da camarilla, mas tão pouco se encaixaria dentre os métodos dos carniceiros. Havia arte em suas habilidades e dons, assim como nos toreadores, mas acima de tudo , havia fé.
Acreditava nos propósitos para o qual evoluíra até aquela condição. Aquele velho entendia de magia primordial, mas ele também entenderia que ela trazia consigo o entendimento da magika.

Um dia, antes do que ele imagina. Passa ao lado dele indo em direção à mesa, deita diante dele assim como ordenado e espera pelo retorno de Anne Marie.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Qui Jul 13, 2017 5:59 am

A serpente se deita na cama e não demora a sentir o toque gélido do "Tremere". O mesmo estava despido de seu habitual guarda-pó negro de couro. As mangas de sua camisa de seda do século passado ou talvez mais, estavam dobradas.

Quando começa...

...

A Setita sentiu quando os dedos finos do cainita atravessaram seu peito atingindo diversos nervos, parando quase nos ossos. Neste momento estranha o procedimento. Eram como se diversas agulhas atravessem de uma única vez(os dedos se alongaram). A dor era lascinante.

A Serpente estava imóvel desde então, não conseguia mais se mexer, nem mesmo piscar os olhos. Foi quando ouve uma voz familiar.

_Anne Anne, achou que poderia mesmo se esconder de um Alfaiate?

_Como sou um doutor, explicarei o processo...

_Acabei de atingir nervos essenciais para seu movimento, você não vai conseguir nem mesmo piscar seu olhos...

_Mas vou te ajudar.

Seu rosto é virado para direção do relógio de parede.

_Como se não bastasse ter tentado fugir de mim, teve a ousadia de se afiliar ao inimigo!

_Não, não vou te matar, mas vou te castigar...

_Por 21 minutos e 34 segundos, não sou bom em esperar!

...

Uma sessão de tortura se inicia e a velha serpente sente dores que jamais imaginaria poder sentir em sua não vida, sua carne era esticada e comprimida como uma argila e os ossos dobrados em posições indistintas e quase impossível de se conceber, todavia sua cabeça não se moveu um milímetro sequer da direção do relógio.

Seu algoz assobiava uma canção popular da Lady Gaga, feliz como nunca...

Quando por fim, passa-se os exatos 21 minutos e 34 segundo(pelo menos foi o que você imaginou), você não aguenta mais tamanha dor e apaga.

...

A serpente acorda por fim, estava em um lençol limpo e  coberta por edredons, consegue sentir seu corpo e desempenhar todos os movimentos possíveis.(testou todos).

Obah se foi de fato e você no final de tudo estava feliz em ser Anne e não um monstro criado pela mente doentia de um DEMÔNIO.

...

"Agora sim posso deixar esta cidade com o senso de dever cumprido, lamento pelo transtorno que te causei, mas não vi outra forma de te recompensar senão te trazendo de volta.

Por diversas vezes recebemos um jargão e muitas vezes somos supracitados com o nome peculiar de demônio, mas eu não sou isso, sou um anjo, eu liberto as pessoas de seus grilhões e do julgo

É mesmo uma pena não termos sido amigos, acho que seria agradável para ambos."

-Alfaiate-


Ibrahim lia uma carta em voz alta, tudo levava a crer que era de Alfaiate.

...

Quando desperta de vez, ao seu lado estava Ethan, o verdadeiro Ibrahim e seu lacaio.

Ethan segurava firme sua mão.

_Deixe-nos a sós senhores... -disse o Príncipe-

Ibrahim sem nada dizer sai e seu lacaio pondera a principio, mas acata.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Qui Jul 13, 2017 1:03 pm

Senta-se sobre a mesa ainda descrente com o que aconteceu, devagar levanta como se os homens ali não estivessem e caminha até o espelho.

Ouve a ordem do Príncipe para os demais e apenas observa de canto. Se pudesse sentir algo, sentiria-se inútil, para que tanto aprendizado e acumulação de poder ? Para nada !

Assim ela repetia para si mesma.

Por diversas vezes tivera a capacidade de sentir o perigo lhe rondando, era boa nisso e nunca falhou nesse dom sensorial. Então porque o Alfaiate não lhe representava perigo, em nenhum de seus encontros ?

Não se deixaria abalar, era uma escolhida.

Os homens saem e só dois permanecem ali, deveria odiar aquele malkaviano, que se apresentou a ela como o protetor de tradições que lhe garantiriam a ascensão pelas sombras. Mas a camarilla é como muitas outras instituições, falida !

Mas ele não, ele não poderia odiar, agora mais que nunca.

Ainda de costas para Ethan, encarando-se no espelho, sussurra. Sua voz é suave e como sempre, doce.

- Ele esteve aqui , fez o que quis. Mostrou a mim todo o seu poder. E mesmo assim , não me destruiu. Se tem poder para passar por cima de meus dons, o que mais ele pode fazer ?

Sente o inexplicável por Ethan, mas isso não a impede de vociferar.

- Sua camarilla é frágil! Seus anciãos poucos ... Esta cidade terra de todos e de ninguém. Te ofereci meu bem mais precioso para demonstrar minha fidelidade.

Faz uma pausa como se precisasse respirar.

- Eu te amo, mas você não pode cuidar de mim. Muito menos sua seita. Poderia ir embora, mas além do amor que agora sinto por ti, o desejo de vingança também me move.

Vira-se para ele.

- É hora da serpente sair das sombras Ethan.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Sex Jul 14, 2017 1:37 am

Ethan ouve cada palavra da cainita de maneira apática, parecia estar com a cabeça em outro lugar distante dali.

Ele estava muito diferente de quando se viram a última vez, você sabia que ele tinha 2 personalidades: uma racional(estática) e outra com um ímpeto de guerra(dinâmica). Mas essa parecia ser uma terceira bastante diferente, que guardava também seus segredos.



Como entender um líder em estratégia de guerra como esse? Como entender a mente de um filho de Malkav? Uma mente que não para nem quando dorme!

...

Ethan para próximo ao rosto da serpente e coloca o dedo indicador em sua boca, como se quisesse impedir sua fala.

_Xiiiuuu...

_Eu não posso impedir todos os membros de sofrer retaliações meu amor, infelizmente.

_Vim o mais rápido que pude, assim que soube.

O rosto do mesmo se aproxima o suficiente do seu, Ethan parecia receoso e desvia o que seria o encontro dos dois lábios. Isso aflora algo na setita um sentimento de amor multiplicado...

Não obstante a isso, ele segura seu rosto com ambas as mãos e cheira o mesmo profundamente, descendo até seu pescoço, lambendo-o após isso e toenando a subir, até encontrar sua boca por fim.

O Malkaviano morde o lábio inferior de Anne, ferindo sua boca, suga então seu sangue. Seu sangue também é liberado no processo do beijo.

"Também quero me apaixonar..." -A serpente ouve isso em sua mente-

Anne sente que naquele momento ao unir os dois sangues, uma maldição se desfez, uma poderosa maldição sanguínea.

Não sabe como sentiu isso, mas sente que sua mente estava quase una a do Malk.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Sex Jul 14, 2017 4:14 am

Parecia sem forças diante daquele cainita, tanto que prontamente atendeu a ordem e se calou. Ouve com atenção cada palavra... Se fosse qualquer outro , teria seu desprezo ou pior, sua ira diante de tudo que aconteceu. Mas com aquele homem não, com ele fora capaz de cometer a pior das loucuras. Para se livrar de antigos grilhões, fora capaz de fazer outros... Morreria e mataria por ele. E quem era Set diante daquele que a mantém em laço ? Ninguém !

Como uma estátua apenas sente a mão dele tocar-lhe a face, consigo só trazia 2 sentimentos, o amor pelo louco e o ódio por aquele que a tratou como um de seus bonecos.

Quando Ethan a beija e morde-lhe os lábios, não consegue disfarçar a satisfação que lhe invade as entranhas. Tudo isso logo após a dor incalculável que sofreu nas mãos do outro.

Tinha dois cainitas fazendo uso de seu corpo desde que em Austin chegara. Mas era aquele ali a frente que tinha o poder sobre seu sangue e automaticamente o seu amor.

" Me deste tua loucura e agora vem aqui provar de meu veneno. Eu sou aquilo que sou e isso não vai mudar, você sabe. Mas também sabe que paguei o mais alto preço contigo e sinto dizer que não consigo me arrepender."

Fala em pensamentos, saberia que ele ouviria. Após isso só consegue ficar ainda mais atordoada com o baque mental e com a ausência de algo que há muito tempo lhe acompanhava.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Sex Jul 14, 2017 4:28 am

Entre pausas e instantes ela continua.

" Me mostre teus planos e quais teus passos, diga-me onde eles estão. E te garanto, que dessa noite... Nenhum deles passa."

Uma coisa era certa, aquele ser escorregadio trazia alguma verdade naquelas palavras. Anne está cheia de raiva e sentindo-se ludibriada , se ele a jogar em território Sabá naquele instante. Certamente haveria uma chacina no que restava daquele resto de noite. Ou ela ou eles iriam padecer.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Sab Jul 15, 2017 6:10 pm

Ethan olha para o lado da parede que poderiam e estavam sendo observados. De modo que Anne sente uma movimentação nas sombras, cobrindo-na.

"Aponte a outra saída!"

Ethan não sabia ao certo se tinha uma segunda saída ou mesmo uma terceira, senão pela porra que entrou, então a serpente deveria guiar o Principe através de seu ninho de serpente.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Anne Marie Laveau em Dom Jul 16, 2017 9:59 pm

A serpente estava perdida em seu desejo de vingança que mal entende o que o Príncipe fala.

" Mas o que foi agora ? "

Segura forte as mãos do cainita e segue na direção que parecia o closed, que na verdade era a passagem para um outro quarto.
Como o hotel era uma aquisição recente, ainda não tivera tempo para protege lo por magia e nem muito menos segurança de ponta.

A rota de fuga se tratava apenas do acesso a um quarto conjugado no andar abaixo do seu ou ao terraço. Ali naquele outro cômodo eles deveriam decidir se subiriam ou se iriam para o andar inferior.

Quando observa o Príncipe em segurança no pequeno quarto, solta sua mão e retorna rapidamente ao seu quarto, procurava por algo.

Procura o bilhete deixado pelo Alfaiate, precisava daquele papel. Uma lembrança de uma noite que jamais deveria esquecer.
avatar
Anne Marie Laveau

Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/11/2015
Localização : New Orleans

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Narrador em Seg Jul 17, 2017 1:03 am

Ethan deixa uma carta escrita a próprio punho a Ibrahim, Anne pode ler o que dizia:

"Estamos bem, preciso conversar com Anne longe daqui, darei a ela minha proteção." -Ethan-

Anne encontra a carta e pega sem problema.

...

[Próximo post Santuário Blasfemo]
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Westin Austin Hotel

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum