Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Página 3 de 28 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 15 ... 28  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Qui Nov 26, 2015 6:06 pm

*Seraph escuta com atenção as instruções de sua irmã, fica pasmo por ve-la o ajudando assim. Ele era incapaz de sentir algum tipo de emoção mas pela sua "família " faria qualquer coisa.*

-Claro irmãzinha, suas xoisas coisas, eu sempre a respeitei. Obrigado, e importante para mim por que é para Ethan. Se precisar de mim para qualquer coisa me chame.

*Agora sim , como tudo faz sentido, volto novamente ao refúgio, de maneira apressada para pegar logo o endereço no quarto de minha irmã.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Luciano Del Toro em Qui Nov 26, 2015 8:01 pm

*Luciano faz um positivo. Se levanta e diz*

- Muito bem, fico feliz em saber disso. Com certeza ela será uma otima adição para a Torre de Marfin. Não irei mais tomar o seu precioso tempo, se não tiver algo mais a me dizer, gostaria de me retirar
.

*Luciano aguardava a resposta do principe.*
avatar
Luciano Del Toro

Mensagens : 26
Data de inscrição : 19/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 1:23 am

Narração Luciano

O príncipe libera Luciano e acompanha o mesmo até a porta.

[Atenção a postagem, a partir deste ponto acontece o que já foi narrado acima

Neste exato momento Luciano está com sua cria aguardando em uma sala e Emma disposta para levar o mesmo até a saída

Zaki, o carniçal de William também acompanharia Luciano como cortesia por ele ter sido compreensivo para com a chegada do ventrue]


Última edição por Narrador em Sex Nov 27, 2015 1:50 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 1:42 am

Narração William

O príncipe ouve a tudo em um estranho silêncio. Enquanto William fala ele pega de um drink que estava na mesa. Se tratava de uma bebida batizada com rum.

Ele separa dois copos e sem mesmo perguntar se William queria da bebida ele entrega a mesma na mão do ventrue.

Este foi mais ou menos o momento em que recebeu o celular do mesmo e analisa a foto. O príncipe da uma boa olhada e parece ampliar e reduzir a foto algumas vezes decorando os detalhes. Faz uma pausa rápida somente para entornar de uma única vez o copo que estava em sua mão.

Feito isto entrega o celular e enche de novo seu copo enquanto diz:

_Só mesmo uma bebida forte para me acalmar neste momento.

Pegando o telefone e uma agenda velha disca para um número que o ventrue desconhece.

_Boa noite. É Ethan...

_Eu quero que a tropa esteja toda nas ruas, deixe assim por pelo menos uma semana e me retorne após isso.

Metade dos contatos de polícia da cidade estava subordinada aos ventrues por intermédio do xerife, logo ao príncipe. Mas uma tropa particular pertencia unicamente a ele(Ethan) e em sua maioria eram policiais bastante casca grossa e todos unidos ao sangue.

A segurança ficaria agora impecável e por consequência a caça ficaria mais difícil, mas era um mal necessário.

_Eu tinha um compromisso para esta noite ainda, mas eu vou até Bórs primeiro.

_Eu quero que você faça um favor pra mim.

O príncipe vira algumas páginas da mesma agenda velha e anota alguns endereços.

Em um dado momento o uso da disciplina rapidez é percebido e tudo se torna bastante ágil.

_Esses são os endereços de membros independentes acolhidos pelo feudo. Em uma tomada sabá os independentes geralmente são procurados para alianças e para não se meterem no caminho dos monstros invasores.

_Quero olho vivo neles e qualquer vacilo vicee já sabe o que fazer!

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 2:02 am

Narração Seraph

**Ligação**

_Eu entendo perfeitamente e acho bom que você saia um pouco pra refrescar sua cabeça e interagir com alguém. As coisas estão meio chatas nesse Elísio hoje e a última coisa que quero é que você morra de tédio.

_Bom, agora tenho que ir lá que Ada está me esperando. Beijos e fui!

**Ligação finalizada**

Seraph faz como combinado previamente e encontra tudo como Max disse.

O quarto de menina era tentador demais, e em especial daquele membro, era deveras curioso. A limpeza era impecável e cada detalhe observado de forma a se notar que tudo estava muito bem alinhado.

Max fazia o perfil largado esteticamente falando, mas o quarto dela contrastava com sua apresentação pessoal.

Após conseguir o que queria, estava pronto para partir. Tinha um compromisso com seu pai ainda e partir sem deixar ao menos um recado poderia aborrecer o já atribulado príncipe.

Talvez fosse bom avisar que tinha arrumado outro compromisso para zeladora temporária Emma, que era uma harpia na verdade.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por William Reddington em Sex Nov 27, 2015 2:39 am

William-Narração


William segurou o copo enquanto acompanhou com os olhos os movimentos do Príncipe, quando o mesmo afirmou que só com a bebida forte aguentaria, o Ventrue sorriu e pousou o copo recebido sobre a mesa, sem beber nem uma gota, Ethan sabia que o Algoz não bebia enquanto estava de serviço, mesmo que ele não viesse sofrer de embriagues, era apenas um costume mortal que o Ventrue parecia manter.

....

O Algoz então acompanhou ouvindo a ligação que o Príncipe o fez, parecia que a informação de fato tinha o preocupado, porém, o Malkaviano fez o correto e deixou todos de prontidão. Quando o mesmo falou que queria que o Ventrue fizesse algo para ele, o Algoz respondeu:

-Claro Ethan, o que ordenar...

Então acompanhou com os olhos a busca do Malkaviano nas paginas da agenda, por fim pegou os nomes e endereços dos membros, olhando os nomes logo de cara para ver se já conhecia algum. Quando em fim o Príncipe deu sua ordem, o Ventrue sorriu satisfeito, de fato William amava o que fazia, o que tornava-o ainda mais perigoso naquela função e com um tom satisfeito disse:

-Como desejar meu velho amigo, todos serão monitorados, cada câmera, pública, particular e até mesmo de celulares, monitorarão os passos desses membros.

-Se o rosto deles forem vistos ou de seus associados, eu ficarei sabendo.

-Tenho alguém muito boa em fazer coisas como essa.

William então guardou os endereços no bolso de seu terno, se colocou de pé com um sorriso satisfeito com as ordens do Príncipe, logo parecia que estava tudo acabado e o Ventrue não queria tomar mais tempo do Malkaviano que já estava atarefado em demasia, tendo ainda de ver Bóris.

-Acho que por hora era isso meu velho amigo..

O Algoz fitou alguns passos em direção a porta enquanto se deteve e olhou em direção de Ethan com um olhar amistoso, então disse:

-Ah! E tem mais uma coisa meu amigo!

William fez uma pausa solene como se quem escolhesse as palavras, mas por fim continuou:

-Eu acabei de encontrar com sua cria na porta do Capitólio...

-Não entendo bem como a mente de sua criança funciona, mas me parece que não é tão sensata como a sua.

O ventrue então disse em um tom um pouco mais sério:

-Venho como um amigo, lhe dar esse aviso para evitar maiores constrangimentos.

-Sua cria sem motivo algum aparente me fez algum tipo de ameaça, que fiz questão de ignora-la unicamente por saber que era sua cria.

-Porém, assim como Bóris fez com Emma, para que ela lhe desse respeito, eu também o farei com sua criança...

-Caso eu seja insultado por ele e/ou ameaçado como ele o fez hoje, a morte final será a menor preocupação de sua criança.

William se aproxima de Ethan colocando a mão em seu ombro dizendo:

-Então meu velho amigo, peça para sua criança manter a sua língua dentro da boca quando pensar em ameaçar um membro de sua corte, principalmente seu Algoz.

-Por favor, não leve isso como uma ofensa, só estou lhe alertando que sua criança está agindo como um neófito imbecil.

William então tira a mão do ombro de Ethan e conclui:

-Caso ele me ameace novamente, ou tente algo contra mim, esquecerei que ele é sua Cria meu amigo e o farei de exemplo para que seu Principado e o poder de seus Algozes se mantenha intactos.

William então voltou a ter um sorriso amistoso no rosto enquanto se botava ao lado da porta a espera da posição do Príncipe em relação ao que ele tinha acabo de dizer. Ethan sabia que seu Algoz era um homem que presava demais o bom convívio com os membros, porém, era um vampiro perigoso para se insultar, já que William presava demais sua posição e também a fama de Carrasco que o precedia e que muito provavelmente não tinha feito sua cria de Exemplo assim que o mesmo lhe insultou por que Ethan havia o recebido de braços abertos na cidade e também por que o Príncipe era bem quisto por William.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sex Nov 27, 2015 9:24 am

*A tentação de revirar aquele lugar e ver o que Max era na íntegra erá de mais, Seraph apenas passo o olho sem mexer em nada por que não queria levantar a irá de sua irmã, e ele sabe que ela tem meios de saber se algo estava fora do lugar ou se somente encostei em algo por aqui.....quem sabe.....trata-la melhro e tentar manter uma relação mais próxima ajudasse nisso.!*

*Anoto o que me intecessa e tranco novamente tudo para estar da maneira que encontrei. Antes de mais nada tinha que avisar Ethan, esse cargo que ele assumia tirava muito dele, queria ser membro na época que ele tinha um cargo de ação. Mas iria avisar pessoalmente (se possível) , isso de deixar recado era para quem era de fora, aquele lugar era sua casa já a muitas de décadas. Então segue para onde Ethan deveria estar, o tempo perdido até ali já bastaria para a reunião vc ter terminado.*

*Andando pelos corredores do Elísio como se estivesse em uma defrontação com um inimigo imaginário, hora correndo, hora mostrava os dentes ou garras. Chegava a dar uns ataques no vazio, nada muito sério, imaginando em minha cabeça todos os malkavianos em particular aquele fanático anarquista que queria meu sangue, suas impressões psíquicas ainda tinham resíduos em minha mente.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 5:29 pm

Narração - William

O príncipe se mostra satisfeito quanto a eficiência de seu algoz. Ele era um homem de confiança do xerife e aos poucos conquistava a dele próprio.

Todavia ele aponta um segundo problema ou melhor, um mal entendido. Ethan era um vampiro justo e leal a seus súditos, e o assunto quanto a sua cria apesar de trivial ante a todos os outros problemas apontados, gera uma certa preocupação quanto a entonação e ameaça feita.

O vampiro bebe da bebida negada por William de uma única vez demonstrando calma e muita paciência.

_Entendo por que você desperdiçou uma bebida tão boa assim. Beber em serviço seria um desrespeito, zelo nunca é demais na função que esta, nunca!

Se levanta e caminha até a janela que dava acesso a rua. Procura de um lado ao outro por alguém, talvez sua própria cria.

_Sabe senhor Reddigton, eu já fui algoz de Dallas e xerife desta cidade logo após e nunca falei com nenhum de meus príncipes desta forma.

_O problema não é o que a gente pensa e sim aquilo que sai de nossa boca entende?

*O vampiro se volta na direção de William e passa por ele, abrindo a porta logo após isso.*

_Emma, localiza Seraph e mande ele vim até mim agora!

*O vampiro do clã da lua fecha a porta e torna a dizer*

_Como dizia; o Algoz é um cargo usado por poucos príncipes hoje em dia, é uma função difícil pois é pouco compreendida. Mas eu entendo vocês. Entendo Bóris, apesar de não ter aprovado seus atos tanto como primogeno, quanto como algoz e acredite, ele só não tomou um banho de sol por que o que ele veio fazer neste lugar, era seguir ordens do conselho nosferatu em sua caça a Rabbat.

_Ainda assim não puni ele com morte, mas puni a contento. Poderia falar qual foi a punição aplicada a ele por agir fora de minhas ordens e de forma a oferecer violência gratuita, mas isso não vem ao caso, não hoje!

_Todavia senhor Reddigton, devo lhe dizer que sou um vampiro paciente por demais e também muito supersticioso. Se um raio cair nessa cidade e na cabeça de qualquer membro do meu feudo sem minha ordem, eu culparia deus e faria com que ele pagasse por isso.

_Você é uma força ativa que age sobre minhas ordens, então entenda bem todas elas antes de oferecer a violência a meus súditos. Seguimos regras e tradições e a tradição é a lei e ela se aplica a mim e a você entende?

_Pense comigo. Se você me representa e é uma ferramenta que representa a vontade do príncipe, então se você ferisse minha cria, seria como eu estivesse fazendo isso. E não sou um príncipe carrasco, tão pouco um pai carrasco.

_Esse é meu protetorado e cabe a mim ditar as regras e penalidades dos membros que escolheram viver sobre meu julgo.

O vampiro se senta e se cala por um breve momento.

_Mas como sou um príncipe justo aguaremos aqui a chegada de Seraph e julgaremos sua transgressão.

_Não mimo meus filhos e nem a nenhum outro neste lugar. Mas também não permito violações a meus algozes sendo ele meu filho ou filho do papa Francisco.

_Fico feliz por ter me alertado sobre isso e vamos resolver este problema agora!


Última edição por Narrador em Sex Nov 27, 2015 5:54 pm, editado 5 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 5:30 pm

Seraph ouve no fonoclama a voz da harpia:

_Senhor Seraph, o príncipe lhe aguarda na fala de reuniões.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sex Nov 27, 2015 6:17 pm

*Ótimo, ele deve ter acabado e já iremos partir, isso me poupa tempo. Com a voz da Harpia, aparentemente as imagens e sons em minha mente se dissipam e assim começo a andar com mais controle, sendo assim vou direto a sala de Ethan guardando o papel com o endereço no bolso. Max tinha razão, estava na hora de movimentar as coisas um pouco por aqui, então vamos juntar o útil ao agradável.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por William Reddington em Sex Nov 27, 2015 6:19 pm

William-Narração


William ouve as palavras do Príncipe de forma paciente, porém, as palavras do Malkaviano parecia desaprovar o que o Ventrue disse, então o Algoz disse:

-Pois bem meu amigo, como eu disse não vim lhe trazer esse problema como uma ofensa.

-Porém, sou um homem conhecido por minha reputação, fui indicado a Algoz por ela e pelo meu zelo em minhas tarefas.

O Ventrue novamente se sentou, cruzou as pernas elegantemente e disse:

-Não me entenda mal, mas não lhe fiz ameaça alguma e sim lhe alertei o que farei com sua Cria caso ela me desrespeite.

-Caso queria me punir, por ter me protegido como uma ameça e/ou desrespeito, que seja.

Então retirou o chapéu pousando na própria perna continuando:

-Mas lhe garanto que apesar de ter muito apreço por vossa Majestade, tenho também apreço por meu bem estar e minha reputação.

-Então lhe digo meu amigo, caso queira aceitar que sua cria desfira ameaças, seja elas com sentido ou não para um algoz seu, ou qualquer membro dessa corte, me perdoe mas pode me destituir do Cargo de Algoz, que seguirei para outra cidade na qual eu possa ser tratado com o respeito que minha linhagem, meu status e meu clã merece.

-Assim evitamos problemas futuros.

William fazia uma breve pausa sorrindo para o Príncipe concluindo:

-Não vim lhe trazer esse problema para lhe fazer ameaças, nem mesmo para ganhar seu desafeto.

-Vim lhe trazer essa informação, para que converse com sua Cria e mande-a manter sua língua dentro de sua boca.

-Pois fui ensinado, que temos dois olhos para ver, dois ouvidos para ouvir e uma boca para falar.

-Então seja uma ameaça que ele me fez ou simplesmente um de seus desvaneios, que ele mantenha guardado em sua boca, para que sua língua e nem corpo pereça.

William então meneou a cabeça concordando com o Príncipe em esperar a sua cria finalizando suas palavras e ficando em silêncio.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 6:46 pm

O príncipe sorri para o algoz de igual modo, era um sorriso amarelo de desaprovação.

Parece que o algoz não entendeu bem seu lugar e como ele deveria trabalhar.

_Eu jamais impediria de você se defender e como disse a pouco tempo atrás, se alguém impedir sua função, estará impedindo a mim mesmo e se alguém te prejudicar, estará prejudicando a mim. Você é meu algoz!

_Só não quero que tenha poderes maiores do que já te dei, pois assim estaria sobrepujando aos meus próprios e a situação fugiria de meu controle.

Com um sorriso conclui pouco antes da chegada de Seraph.

_Tudo isso deve ser um mal entendido que logo iremos esclarecer. Não tome medidas precipitadas pois sei que pode se arrepender disso no futuro.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por William Reddington em Sex Nov 27, 2015 6:52 pm

William-Narração


William pouco se importou com o sorriso de desaprovação do Príncipe, entendia que em parte ele também só queria proteger sua cria, então apenas disse:

-Eu entendi bem quanto a isso...

Apenas sorriu respondendo antes que Seraph chegasse:

-Sou um homem bem cuidadoso, para não me arrepender do que faço.

avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sex Nov 27, 2015 6:53 pm

Seraph passa pelo salão principal onde tinha um carniçal a porta e Emma. O carniçal da passagem ao vampiro contrariando a ordem de seu senhor, pois ele ouvira a pouco o proprio príncipe e logo após isso o fonoclama.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sex Nov 27, 2015 9:21 pm

*Chego a sala e vejo que os ânimos estão um pouco exaltados, não pelo Willian que sempre mostra seu sorriso falso achando que todos acreditam nisso, mas por Ethan. O que tinha na cabeça a respeito daquele chamado se esvai, a única coisa que faz...*

*Olho para Ethan*

-Estou aqui como me chamou.

*Olho para Willian e faço um aceno de cabeça mostrando um sorriso igualmente falso porem esta na cara que estou forçando, nunca ninguém me viu sorrindo de verdade.*

-Podemos partir como havíamos combinado? Ha algo que queria debater com você!
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sab Nov 28, 2015 12:52 am

Ethan se senta e aponta uma cadeira para sua cria com uma cara de povos amigos.

_Conte sua versão do ocorrido na porta de entrada do meu Elísio.

_Antes de mais nada quero dizer aos dois.

Aponta primeiro a sua cria.

_Você é minha cria e me deve respeito.

Aponta em seguida para o algoz.

_Você é meu algoz e também me deve respeito.

...

_Então conversaremos como três vampiros anciões com no mínimo cem anos de vida. Comece! -olha para Seraph esperando alguma explicação para sua pergunta-
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sab Nov 28, 2015 2:13 am

*Seraph sem entender o porque daquilo tudo olha para os dois com cara de quem nao esta entendendo nada, se senta onde foi mostrado.*

-Eu nunca te faltei com o respeito Ethan e lá se vai mais de 200 anos, agora sobre o que eu deveria explicar, nao estou entendendo o que está havendo?

*Eu nao mentia para ele, até por que ele tinha como saber se eu estou fazendo.*

-Qual o problema que aparentemente tem ele no meio? Já que você esta me questionando na frente dele?

-Eu o encontrei quando saia daqui, ao passar por ele, me veio algo a seu respeito que disse, os dons de Malkavian as vezes nos revelam o que foi, o que é e até mesmo o que será, entao como uma forma de ajuda o falei, mas ele com sua costumeira delicadeza me ignorou me dando as costas e entrando no Elísio.
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sab Nov 28, 2015 3:44 pm

O príncipe com um olhar inquisitivo diz a Seraph.

_O que exatamente você falou e qual o significado disso!

_Assim acabamos de vez com todas as dúvidas com todas as dúvidas que o senhor Reddigton tem sobre sua pessoa.

Ethan era muito precavido e nesse instante nota que veio algo na boca do malkaviano que não saiu por um triz.

Deste modo William traça que ele era do tipo de dar o esporro longe da presença um do outro. Preferia dar toda lição em particular, exceto quando fosse necessário.

Deste modo o olhar do vampiro se divide ora para o malkaviano ora para o ventrue.

_Senhor Reddigton, poderia nos ajudar?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sab Nov 28, 2015 3:59 pm

-eu disse exatamente...

"-Cuidado com aquele que o faz cego mesno podendo ver, ter algo mão nao signifca possuir alguma coisa."

-O que significa deveria fazer sentido para ele, eu só vi as mãos invisíveis que alteram nosso caminho(como descrito no nível 3 de demência), vejo que nem todos o compreende. De qualquer maneira assim como ele o representa, dei um alerta , faria o mesmo para qualquer um.

-Agora mais uma vez, o por que disso tudo?

*Agora falo olhando para Willian.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por William Reddington em Sab Nov 28, 2015 4:35 pm

William-Narração-Seraph


William viu Seraph entrar e o tempo todo manteve seu rosto com uma expressão amigável, com um leve sorriso. Ao ver o sorriso forçado da Cria do Príncipe, o Ventrue levantou o chapéu e depois o pousou na cabeça em uma breve saudação dizendo:

-Muito boa noite Seraph

De fato, William era muito cordial, sendo falso ou não, ele parecia sempre manter sua expressão e atitudes de boa praça, mesmo a sociedade cainita sabendo que aquele Ventrue em especial não era nada do que aparentava ser.

....

Ouviu então o relato de Seraph em silêncio, William era paciente e demonstrava com os olhos interesse no que saia da boca do Malkaviano, mesmo que para o Ventrue as palavras de Seraph fossem ali adornadas de pequenas distorções nas quais deixaria seu Senhor menos incisivo sobre o que ele tinha feito. Porém, o Algoz entendia também o instinto de auto-preservação, aos olhos do Ventrue era apenas uma criança, seja lá a idade que aquele Malkaviano tivesse.

Por fim, o Príncipe o indagava de maneira cordial e se levantando William começou a falar:

-Bom, não sei bem se foi uma questão de me ajudar...

-Quando quero ajudar alguém, chego perto dela e digo que quero ajuda-la pois sei de algo...

William então se deteve por um minuto pensativo, mesmo sabendo exatamente o que tinha acontecido, parecia fazer de propósito a pausa abaixando o olhar, que se levantou fitando a Cria do Príncipe com um sorriso, inciando seu relato:

-Encontrei sua Cria a frente do Elisium, ela parou a minha frente e me olhou ignorando minha existência, como se eu não estivesse ali.

-Segui dando boa noite para ele e dizendo que eu tinha assuntos para tratar com você Ethan, que eram urgentes.

-Ele esperou eu virar as costas para desferir as seguinte frase aos gritos...

--Cuidado com aquele que o faz cego mesmo podendo ver, ter algo mão não signifca possuir alguma coisa.

William então fez uma pequena pausa fitando os dois e concluindo:

-Bom, quem se fez de cego quando cheguei foi ele, então eu teria de ter cuidado com ele?

-Enfim...

-Eu o ignorei por que se tratava de sua Cria, pois se é qualquer outro você sabe bem o que faço e quando me aceitou como Algoz sabia bem meus métodos de impor respeito.

O Ventrue acertou sua própria gravata concluindo:

-O senhor sabe por que meu Carniçal se chama Zaki Seraph?

-Zaki é meu Carniçal desde que eu era considerado um neófito..

-Ele um dia me contou que em sua língua natal, seu nome Significava Proeza do Leão..

O Algoz deu um leve sorriso se sentando novamente e cruzando as pernas:

-E ele me tem como um Pai para ele..

-Então imagine você, ouvir ou pensar que alguém está ameaçando aquele que fez e faz de tudo por você, aquele que você tem como Pai.

-Zaki de fato é um Leão quando se trata de me proteger e o Senhor só se livrou de ter uma bala enfiada na cabeça vinda dele, pois, ele sabia de quem o Senhor era Cria.

Então William pousou uma de suas mãos no seu próprio joelho dizendo:

-Por favor, seja lá o que seus dons lhe mostre, caso queira me ajudar, chegue e me ofereça ajuda.

-Caso ao contrário, eu não quero ter nenhum problema ou desafeto para com seu Senhor, pois não me permitirei ser insultado ou ameaçado na posição que tenho...

William então se calava, voltando seu olhar para o Príncipe.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Narrador em Sab Nov 28, 2015 5:09 pm

Ethan apenas ouvia por enquanto pareceria estudar o caso para depois dar seu veredito.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sab Nov 28, 2015 5:12 pm

- Bom Senhor Digníssimo William, acredito que é assim que o senhor acha que deva ser chamado. agora entendi o ponto em que queria chegar, aparentemente você acha que eu o ameacei de alguma maneira, bom então quem talvez não me conheça bem seja você, deixa eu ver uma maneira simples para que você entenda.... Eu sou o que alguns chama de "Aleijado emocionalmente", uma ameaça é resultado de raiva ou irá ou seja lá o que o motive mas é uma emoção no qual sinceramente não compreendo, por tanto se eu tiver algum problema com alguém eu simplesmente vou lá e o mato. Você está vivo, então logo essa não foi minha intenção. Isso de joguinhos e "disse me disse" são passatempos de outro clã se é que me entende. Por tanto não fique magoado, eu realmente tentei te ajudar, quero o bem da cidade tão ou até melhor do que você e você tem um trabalho a fazer certo. Não atrasaria isso por qualquer besteira.

-Quanto ao seu humano, não me enteressa saber o que ele pensa, faz ou é, só o mantenha na linha por que se ele faz realmente isso que VOCÊ mesmo disse que faria , quem estaria infringindo as leis seria o nosso Senhor Digníssimo Algoz, assim a vaga estaria aberta mais cedo do que esperam.
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por William Reddington em Sab Nov 28, 2015 5:35 pm

William gargalha diante da afirmação do Malkaviano e o diz:

-Meu caro, Zaki é o Carniçal mais leal e mais moderado de todo o feudo, seu problema ou benção seja lá como queira chamar, não me interessa e jamais me interessou. Se meu Lacaio tivesse metido uma bala na sua cabeça por ter o visto como uma ameaça, iria tratar dos problemas futuros com seu Senhor, seja ele me decretando a morte final ou não.

-Não me entenda mal, não digo que meu Lacaio faz o que ele quer, mas ele tem ordens expressas para me proteger contra qualquer um que tenha qualquer tipo de segunda intenção para comigo e lhe asseguro, duvido muito que o senhor tenha capacidade de fazer sua vontade de matar caso tenha vontade, sou um homem tão obcecado por segurança quanto o Príncipe então mantenho sempre alguns homens em pontos específicos ocultos para que possam eliminar qualquer ameaça a minha pessoa, basta eu apenas fazer um sinal.

-Não duvidando de suas capacidades meu amigo, meu cargo eu mesmo já deixei aberto a seu Senhor, assim como minha Não-Vida.

Voltou seu olhar para Ethan novamente e diz:

-Então meu caro, caso eu me sinta ameaçado pelo senhor novamente com suas ajudas, eu mesmo deixarei meu cargo de Algoz e já peço desculpas a Ethan desde já, pois, irei mostra-lo por que os membros dessa corte me chamam de Carrasco.

O Ventrue se pois de pé enquanto fitou o Príncipe dizendo:

-Sendo assim Ethan, o que sua cria disse é verdade, não temos mais tempo a perder aqui.

-Lhe trouxe esse problema por se tratar de sua Cria e por eu querer respeito ao meu status, pois não cheguei aqui sendo leviano ou por ser cria de alguém, trilhei um caminho durante séculos para que agora não me fosse desrespeitado e tivesse que aturar coisas desse tipo.

-Caso queria me destituir como seu Algoz o faça, mas lhe Garanto, que ninguém nessa cidade em capacidade, recurso e homens, para mante-la segura como eu.

-E caso queira apoiar a atitude impensada de seu lacaio, já peço que o faça e aproveite para coloca-lo em meu lugar de Algoz de sua cidade, acredito que quando isso acontecer, Crane e meu clã ficarão satisfeitos em saber como os sangue azul estão sendo tratados em sua cidade.

William então se cala, esperando o veredito do Príncipe.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Seraph em Sab Nov 28, 2015 6:19 pm

*Como se estivesse em outro lugar, me viro para Willian quando o mesmo acaba de falar.*

-Ah, desculpa estava falando comigo??? Minha mente se desliga quando escuto muita besteira. Pode repetir ??? Mas por favor seja direto isso já está monótono.
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por William Reddington em Sab Nov 28, 2015 6:34 pm

William-Seraph-Narração


William sorri para Seraph e volta seu olhar para o Príncipe, meneando a mão apontando Seraph e depois a pousando na própria perna dizendo:

-Está vendo, sua cria me ameça e logo após me insulta em sua presença, insinuando que falo besteiras.

Fez uma pequena pausa enquanto dizia:

-E você Ethan parece permitir...

-Sinceramente, estou extremamente ofendido com as atitudes de sua cria.

-Eu esperava muito mais da mesma, já que o senhor sempre foi um ótimo anfitrião cordial.

William então voltou seu olhar para Seraph, se aproveitava das próprias atitudes triviais do Malkaviano para aponta-lo como o errado que realmente era e para se mostrar ofendido com aquilo.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio - Capitólio estadual do Texas (Austin)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 28 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 15 ... 28  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum