Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Qua Set 05, 2018 12:55 am

Emma olha o gangrel com curiosidade e se apoia na mesa que separava ambos, levando uma de suas mãos ao rosto, sem desviar o olhar. Parecia uma jovem apaixonada, que caía na lábia de seu namorado galanteado e de palavras doces.


imagem representativa

Inicialmente pareceu incrédula, mas ao pouco foi se entregando a "boa lábia" do gangrel. Quando o mesmo finda sua história fabulosa, a mesma mantendo uma expressão serena diz:

_Sabe, esta situação é de fato terrível; os sabás... Os feras... Feras né? -não parecia ser a maior conhecedora do assunto, na verdade não pareceu de fato especialista- Acho que mais que qualquer um naquela sala...

Se levanta, caminhando pelo ambiente enquanto levava o dedo indicador ao queixo pensativa.

_Acho que temos um clã que odeia mais os metamorfos feras que qualquer um neste feudo, em especial um membro: Ibrahim!

Ibrahim era o perigoso primógeno Tremere, e os boatos que se ouve dele, de fato arremetia a um dilacerador de bestas, mas o fato de citá-lo sim era um problema. Parece que a Harpia não era alguém fácil de dobrar, e pior, ela sabia do clima hostil que tinham entre si.

Se de fato quisesse sua ajuda(de Emma), teria que fazer melhor que isso. Ela não era do tipo que acreditava em meia verdade.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por O Mercador em Sex Set 07, 2018 2:10 am

As sugestões de Lory foram pertinentes - algo que, com toda certeza, utilizaria. O choque foi saber que os BRUJAH's estariam com problemas com os Anarquistas, tendo ciência de que eram um dos clãs massivamente ativos dentro daquela população e, talvez isto, fosse a QUESTÃO.

"Interessante..." - e movia a cabeça afirmativamente, remontando todo o arsenal que havia recolhido meses atrás durante os preparativos para sua própria paranóia.

...

Com a aproximação da Harpia e o início da "valsa", na qual a máscara social que o Nosferatu ostentava mostrava eficiência nos pequenos detalhes. Um sorriso magro; o desinteresse beirando a 'insignificância'. Tudo era acolhido com a subserviencia que o próprio codinome - Uncle Tom, carregava.

Uma cara de uma curiosidade tola ante o prenuncio, seguido de um espanto e gozo à revelação precoce - ela já o era, mesmo que os malditos vampiros glacê se esforçassem em negar tal fato.

- Isto merece um brinde! - gesticulava ao serviçal aue desfilava no salão, servindo bebidas aos convidados.

Três dedos para cima. Uma mímica de copo, seguido de uma piscadela amistosa.

- É não aceitarei o disparate de me negarem isto!- dizia já colocando as taças nas mãos das mulheres que facilmente chamam atenção naquele local.

- Seu pai pode ser duro, pequena... Mas duvido que você, dentre todos, não conhece o caminho das pedras naquela casca toda! - levava no rosto o sorriso bobo e os olhos pequenos, por de trás daquele vidro e armação metálica.

- Ah! Por favor, faça-lhe chegar minha imensa gratidão, 'pequena' Max! A generosidade só reforça o desejo de lhe agradar.. - elevava a taça poucos centímetros acima, retornando a posição original.

O pequeno rato tinha um brilho no olhar. Quase vivido.
avatar
O Mercador

Mensagens : 75
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Seg Set 10, 2018 1:46 am

Narração - Mercador

Mercador sabe que como cria de Ethan e harpia, Max era muito cuidadosa para deixar fugir uma informação importante desta a beira da véspera que a sacramentaria.

Calculando friamente, tinha ainda o fim desta noite e o início da próxima se quisesse que o clã da cidade e também de fora, dela soubessem deste maravilhoso episódio. Em um mundo de informação e tecnologia, isso se resolveria com teclar de dedos.

Estaria Max provocando ou estimulando o clã a comparecer? Obviamente Boris tinha ciência desta questão e não seria um fator impeditivo, mas por que ele não tornou isso ostensivo? Sendo como fosse estava agora nas suas mãos tornar isso uma surpresa ou não.

Quando o rato alcança as taças e entrega nas mãos de suas novas donas, ambas sorriem e Lory em especial tinha um brilho no olhar, enquanto Max um sorriso cheio de dentes a mostra de um modo descontraído. Lory brinda na taça de Mercador, abrindo espaço para Max que não perde tempo também.

Os poucos membros que estavam no salão, param ao ouvir o tintilar de taças. A música estava em uma pegada baixa e dado a questão, foi inevitável.

Inevitável também foi perceber que Lannery guardou o celular em sua bolsa, e após isso sorriu na direção do trio, enquanto entrega o braço ao doutor Tobin que parece ter solicitado para que saíssem.


Última edição por Narrador em Qua Set 12, 2018 3:20 am, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Maurice em Ter Set 11, 2018 3:51 am

A Harpia falou algo que fez o coração morto de Maurice se mover - algo que não fazia, há décadas - dentro de seu peito.

Maurice não gostava dos bruxos, mas isso guardava uma história beeem longa...

A fama do bruxo, fazia com que Maurice relembrasse o que conhecia de pior deste Clã.

Na fração de segundos, em que se perdeu em recordações amargas e preocupações, tentou não demonstrar o quanto aquilo havia mexido com ele...

Porém, dada a situação que ameaçava o território Gangrel e à cidade, talvez, um monstro fosse, exatamente, oque precisavam para enfrentar uma horda de inimigos...

- Grr... - rosnou, sem perceber - Chame todos que puderem enfrentar tamanha tarefa, madame. Quanto mais braços fortes e mentes aguçadas, melhor. - disse, tentando não demonstrar seu abalo.
avatar
Maurice

Mensagens : 11
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Sex Set 14, 2018 2:00 am

Narração - Maurice

Emma sabia que tinha atingido em cheio o calcanhar de Aquiles de Maurice, mas pior, havia atingido seu objetivo que era fazer o gangrel falar, e para um bom entendedor e mestra da arte da empatia, aquilo já lhe bastou. Dessa vez ele estava entregue e pôde constatar que parte daquele criacionismo do gangrel era de fato genuíno.

A Harpia ficou furiosa pelo fato de Maurice não ter sido direto a primeira instância, tão pouco verdadeiro, preferindo fantasiar coisas na primeira tentativa de comunicação.

Segurando Maurice pelos braços, sua unha é cravada, era nervosismo incontido, notoriamente uma demonstração involuntária.

_Agora eu confio em você! -Diz em um sorriso de cumplicidade, mas beirando o nervosismo-

De forma vagarosa libera Maurice de seu aperto, e não dá pra entender ao certo agora se ele foi de fato proposital ou instintivo, visto que esta ação, serviu para tirar Maurice de um estado de imersão profunda e uma quase entrega a besta aterradora interior.

_Venha Maurice, vamos falar com o Príncipe, ele terá que te ouvir!

A Bela harpia adota uma postura imponente e arruma seu cabelo vermelho. De mãos dadas a Maurice, guia o mesmo pelos corredores do Elísio até a dita sala de reuniões.

Chegando na porta da mesma, dois lacaios estavam na porta, impedindo a passagem da dupla. Mas sutilmente, eles são dobrados através de comandos e palavras assertivas. Quando então toca a campainha.

Off: próximo post Sala de Reuniões
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por O Mercador em Sab Set 15, 2018 6:01 pm

Entre os sorrisos naquela dança social, os olhos e mente sempre ativos. Tudo ali era dinâmico e, até mesmo a sutileza de olhares, transmitiam uma maré de informações. O parco número de presentes era o início da onda, e o velho rato entendia isto.

Eles desejavam o apoio do clã e, para isto, fortaleciam a presença dentro dos salões com títulos e louros. Como uma demonstração de benevolência e reconhecimento.

- Compreendo que não era a minha figura que buscava, senhorita Max e imagino que tenham muito o que conversar. Assim, peço licença minhas queridas. - e levantando a taça, verto o restante do líquido, enquanto as deixo, seguindo atrás do Dr. e sua objeto de estudos.

Acelerando os passos, busco passar ao lado dos dois, enquanto deixo escapar um murmúrio, alto o suficiente para que ouvissem e soubessem que eram aos mesmos.

- Imagino que entenda o quão ofensivo foi este comportamento... Não gostamos de ser fotografados.. - dizia ainda sem olhar para os dois.

- Espero que tenham uma boa noite, cavalheiros. - Com um aceno e sorriso, agora sim olhando-os.

Sem esperar respostas, aceno para os valentes com o rosto desprovido de emoções.

- Minha camionete, garoto! Por gentileza. - apesar de desnecessário, era cordial com aquelas bestas desprovidas de sentimentos.

Era a marca de um comerciante.

Enquanto esperava, com dedos ágeis, atualizava a rede "Nosferatu", semeando entre os irmãos as boas novas. Agora recebiam um representante de um cargo figurativo, cuja função o clã sempre desempenhava - eles precisavam dos Ratos e começavam a reconhecer isto.

- Obrigado... - tomo a chave m mãos, e sigo até onde encontraria descontentes e possíveis aliados.

O bar Brujah.





avatar
O Mercador

Mensagens : 75
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Ryan Donali em Sab Set 15, 2018 9:50 pm

Ryan caminha despreocupadamente pelos corredores dos andares acima do seu, era nítido que a segurança era forte bem preparada no hotel. Cumprimenta ou seguranças apenas com um aceno de cabeça se dirigindo ao quarto em que encontro fora marcado.

Ao chegar na porta e ser guiado ao cofre, ele retira a única arma que tinha levado, não que achasse que precisaria, a levara consigo mais pelo costume de estar sempre armado, do que realmente necessidade. Porém ele mostra uma caixa de madeira, Negra como a noite. Abrindo sua tampa ele revela o seu conteúdo, uma Desert Eagle, totalmente Dourada, banhada a ouro.


_Este é um presente para o príncipe, podem notar que estar descarregada. Gostaria de entregá-la, pessoalmente, mesmo sabendo que eu encontro não é com ele. Mas se fazer em questão, não tenho objeções, desde que ela seja entregue nesta reunião. Trago também comigo, um presente para Max. Acho que esse posso entrar com ele.


Ryan revela outra caixa, menor, contendo um colar em formato de coração, cravejado de safira. Um coração azul, representando o sangue azul de seu Clã.

Ryan ajeita sua gravata, e quando lhe é permitido, adentra o quarto.
avatar
Ryan Donali

Mensagens : 4
Data de inscrição : 30/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Sab Set 15, 2018 10:57 pm

Narração - Mercador

Lory acena positivamente para Mercador e agradece pela ética em uma expressão serena. Max por sua vez sorri de canto, parecia satisfeita com o que ouviu e pisca os olhos, apesar dos dentes polidos, seu "sorriso amarelo" se fez presente e foi exposto sem pudor.

_Passar bem amado amigo! -diz enquanto caminha ao lado de Lory pelo salão, conversando um assunto sem muita importância-

De uma maneira focal e decidida, o local é deixado, não sem antes cruzar com Doutor e sua companheira. Ao ouvir o que Mercador citou, o doutor exclama:

_Isso é um ultraje, depois de tudo que fiz para estes vermes... Volte aqui sujeitinho!

Lannery pareceu acalmar o mesmo com seus dons, segurando Tobin pelo braço e sugerindo que o deixasse ir.

Inicia então uma série de xingamentos que vão ficando distantes a cada passo que dava. O doutor parecia não ter gostado nem um pouco do que ouviu, especialmente sobre a sensura de seus métodos e pela primeira vez em sua vida você notou o mesmo perder a compostura.

Chegando lá baixo o jovem guardador sai e volta após 20 minutos com a caminhonete. Estava suado, sujo e desalinhado.

_Obrigado por frenquentar as dependências do Sheraton senhor, estamos sempre prontos a servir!

O que lhe preocupa neste ínterim, não foi a demora do carro chegar e sim que não notou a saída de Tobin. Pelo pouco que viu e ouviu naquele corredor, parece ter perdido sua afeição e agora também a de Lannery.

Próximo Post: CBGB
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Sab Set 15, 2018 11:59 pm

Narração - Ryan

A segurança local era condicionada mentalmente(talvez com uso de dominação) e escolhida a dedo. Você nunca viu algo assim antes; eles agiam de uma forma que chegava a parecer robótica, mas muito, muito eficiente.

Quando citado a necessidade de entrar com armas, os homens pedem licença, enquanto um deles se afasta para um telefone e o outro checa o conteúdo, um terceiro passa o detector de metal manual que acusaria possíveis projéteis caso ouvesse. Mas ainda assim na porta seguinte teria que passar por um segundo detector de porta. Por fim pede para aguardar.


Uma belíssima mulher te recebe, certamente era alguém ligado a zeladoria, visto que o Zelador não era uma mulher.

_Boa noite senhor Ryan, que bom que chegou. Homens, liberem o Senhor Ryan com o presente do Príncipe após o a checagem!

Findado os protocolos de segurança, Ryan é liberado para seguir com a bela moça:

_Me chamo Lory e dentre tantas funções, auxilio na segurança quando necessário!

Seguem lado a lado e passam por um imenso salão onde uma moça triste, tocava em seu violino uma música igualmente triste, seus olhos lacrimejavam e escorria lágrimas escuras que borravam suas maquiagem.

Ela parecia uma vítima mortal que foi posta ali de maneira proposital, para ser parte do horror pessoal que era a vida cainita; uma verdadeira obra de arte humana.

Lory então aponta para uma bela representante noturna do clã da lua.


_Aquela é Max! -Diz em um tom de despedida enquanto fazia menção em ocupar seu antigo posto-

Max parece não ter te visto inicialmente, mas após alguns segundos se volta na direção de você com um sorriso convidativo.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Ryan Donali em Qua Set 19, 2018 2:57 am

Ryan da alguns passos em direção a cainita.

_Por algum tempo, juro que me senti contrariado por minha apresentação, não ter sido marcada diretamente com príncipe. Por Deus como eu estava enganado, mal eu sabia que em seu lugar, teria o prazer de fazê-la, há um dos seus próprios anjos.

Royal sorrir, expondo mais uma vez uma de suas marcas registradas, seu sorriso confiante e encantador.

_Onde estão meus modos, Acredito que tenha que ser um pouco mais formal. Sou Ryan Donali, do clã dos Ventrues. Peço humildemente que seja aceito em seus domínios, e possa fazer parte do manto protetor do príncipe Ethan.

Ryan faz uma mensura, ate um pouco exagerada para a vampira, mas mantém o tempo todo seu sorriso e contato visual.
avatar
Ryan Donali

Mensagens : 4
Data de inscrição : 30/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração Ryan

Mensagem por Narrador em Seg Out 01, 2018 4:21 am

Max parecia encantada com o ventrue. O sorriso não lhe fugia ao rosto e não era por menos. Além de todas bravatas de Ryan, o mesmo apesar de não ter mencionado, parecia ter trazido presentes.

A Malkaviano por sua vez teve temperança e disfarçou bem sua curiosidade quanto aos objetos que estavam nas mãos do ventrue.

Por sua vez quando o mesmo começa sua apresentação ali mesmo no salão, Max sorri:

_Pensei que não viria mais esta noite... Entendo que devas estar ocupado com sua mudança...

_Bom, venha comigo, vamos para um ambiente mais propício a esta conversa!

A mesma lhe conduz a um escrito. Tudo ali era de madeira antiga, constrastando com toda modernidade visto a pouco. Logo pondera e dá por si que estava no escrito de Ethan, com sua secretária.


Com um sorriso faceiro no rosto Max se pronuncia...

_Então meu nobre, com imensa honra digo em nome do Príncipe que é aceito na cidade, onde pode caçar e habitar livremente, respeitando, é claro, a lei do domínio e as demais leis.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum