Ruas centrais

Página 8 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por O Mercador em Dom Jun 12, 2016 12:22 am

O velho rato ficava desconfortavel fora do fedor costumeiro. Contudo, era necessario tomar conta daquilo pessoalmente.

"Quantos anos fazem...?" Questiona-se bobamente sobre o trempo ausente da superficie, como se lhe isto fizesse algum sentido na imortalidade.

Talvez fosse uma forma de fazer o tempo passar mais rápido, enquanto os roedores tomavam o caminho correto para o que buscavam.

avatar
O Mercador

Mensagens : 56
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por O Mercador em Dom Jun 12, 2016 7:09 am

O velho rato ficava desconfortavel fora do fedor costumeiro. Contudo, era necessario tomar conta daquilo pessoalmente.

"Quantos anos fazem...?" Questiona-se bobamente sobre o trempo ausente da superficie, como se lhe isto fizesse algum sentido na imortalidade.

Talvez fosse uma forma de fazer o tempo passar mais rápido, enquanto os roedores tomavam o caminho correto para o que buscavam.

avatar
O Mercador

Mensagens : 56
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Seg Jun 13, 2016 12:53 am

Os ratinhos seguiam na tarefa árdua de farejar por Harper.

O fazem por algumas quadras, caminham por duas horas, mas aqueles três besouros animais não desistiam, pareciam sempre focados a encontrar seu objetivo.

Quando finalmente, em uma área não muito privilegiada, mas ainda no centro; encontram um galpão que recentemente pegou fogo.

Os ratos se colocam em pé por sobre as patas traseiras.

The Zoo então se pronúncia:

_Acho que encontramos!


off: teste resistido.

2016-06-12 16:01:35 ratinho rolls 5 dice to faro (Diff 5) 8,10,1,10,10 [3 successes]
2016-06-12 16:01:30 ratinho rolls 5 dice to faro (Diff 5) 10,4,5,4,4 [2 successes]
2016-06-12 16:01:24 ratinho rolls 5 dice to faro (Diff 5) 9,4,2,5,8 [3 successes]
2016-06-12 16:00:52 Ratinhos rolls 5 dice to faro 4,7,5,7,4 [2 successes]
2016-06-12 16:00:47 Ratinhos rolls 5 dice to faro 1,1,10,6,7 [1 success]
2016-06-12 16:00:39 Ratinhos rolls 5 dice to faro 8,3,6,1,7 [2 successes]
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Seg Jun 13, 2016 1:18 am

Os ratinhos seguiam na tarefa árdua de farejar por Harper.

O fazem por algumas quadras, caminham por duas horas, mas aqueles três besouros animais não desistiam, pareciam sempre focados a encontrar seu objetivo.

Quando finalmente, em uma área não muito privilegiada, mas ainda no centro; encontram um galpão que recentemente pegou fogo.

Estavam no inverno e a geada cobria parcialmente o local, além de se misturar com as cinzas ainda não removidas.



Os ratos se colocam em pé por sobre as patas traseiras.

The Zoo então se pronúncia:

_Acho que encontramos!


off: teste resistido.

2016-06-12 16:01:35 ratinho rolls 5 dice to faro (Diff 5) 8,10,1,10,10 [3 successes]
2016-06-12 16:01:30 ratinho rolls 5 dice to faro (Diff 5) 10,4,5,4,4 [2 successes]
2016-06-12 16:01:24 ratinho rolls 5 dice to faro (Diff 5) 9,4,2,5,8 [3 successes]
2016-06-12 16:00:52 Ratinhos rolls 5 dice to faro 4,7,5,7,4 [2 successes]
2016-06-12 16:00:47 Ratinhos rolls 5 dice to faro 1,1,10,6,7 [1 success]
2016-06-12 16:00:39 Ratinhos rolls 5 dice to faro 8,3,6,1,7 [2 successes]
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por William Reddington em Qui Jun 16, 2016 5:11 pm

William-Narração

William ouvias as palavras da cigana, a mesma lhe vinha com um papo de destino na qual o Ventrue apesar de acreditar não se apegara tanto a esse tipo de surpertição. Entre as ligações o Vampiro apenas respondeu para a Ravnos:

-Acredito sim em Destino, porém, não me apego a ele, grande parte das pessoas que me vem com essa história são charlatões.

-Todavia, suas palavras me soam interessantes, uma vez que sua fama com adivinhações lhe precede.

William levanta o dedo indicador e diz:

-Um momento...

Então volta sua atenção para a ligação com Wong:

---Ligação Wong---

-Boa noite minha filha querida, preciso de um favor e é importantíssimo.

-É em relação a explosão das represas que havia lhe dito, preciso que você rastreie uma Van da companhia Elétrica e me dê sua posição exata!

-A Placa é xxx-xxx, se a Van possuir sistema de segurança e rastreio da empresa use-o, caso não, tente identificar ela por meios das câmeras, use também o departamento de trânsito e feche os sinais nas ruas que a Van está indo, dificilmente irão furar um sinal, tendo em vista na que estão tentando fazer uma explosão na represa, então terão de ser discretos.

-E se for possível, abra os sinais para que eu e meus homens cheguemos o mais rápido possível até ela.

-Acha que consegue fazer isso para mim meu Anjo?

William então aguardou em silêncio a espera da resposta de Wong.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sex Jun 17, 2016 3:35 am

PARA CONHECIMENTO DO JOGADOR:

Para controlar as vazões e gerar eletricidade
hidrelétrica , a Autoridade do Rio Colorado Inferior (Lower Colorado River Authority ) opera uma série de represas que formam parte dos Lagos Altimontanos do Texas (Texas Highland Lakes ).

Os lagos providenciam lugares para passear de barco, nadar, e praticar outros tipos de lazer dentro dos vários parques encontrados no beira-lago.

...

Wong como sempre prestativa diz a seu senhor:

_Farei meu melhor William, pode deixar comigo!

...

William segue pelas ruas e por não ter um destino correto, o motorista passa a fazer uma patrulha pelo rio Colorado, onde se situava a maioria das represas existentes na cidade, na verdade, Austin cresceu no entorno deste rio.

A cigana após terminar a ligação continua:

_Então, iria dizer para irmos até Anabelle, que ela tinha algo a nos dizer, e como estávamos juntos naquele dia, achei interessante irmos juntos para casa dela.

_Mas parece que vamos nos encontrar de outra forma.

Sorrir de maneira descontraída, mas um ponto de malícia e um tom sinistro na gargalhada chama atenção de William. Parece que a bruxa estava satisfeita e acertou mais uma vez em cheio, por isso regozijava.

_Mas veja só, como é o destino.

_Grave bem o que vou lhe dizer senhor William, acreditando ou não. O futuro é imutável e esse sempre foi meu maior medo.

_Espero que consigamos provar o contrário...

_Não entenda como um mau agouro, mas devemos tentar!

...

Passados cerca de meia hora, Wong lhe envia uma mensagem.

"Encontrei o sacana, estou enviando viaturas para lá.

Eles estão seguindo em direção ao Mount Bonnell, uma área um pouco mais afastada do centro, mas pode chegar lá usando a State Highway 45."

Esta era uma das vias expressas de Austin, que faziam o formato de um quadrado em torno da cidade, e o melhor que tinham no momento para se deslocar para qualquer ponto distante.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por William Reddington em Sex Jun 17, 2016 4:02 am

William-Narração

---Ligação com Wong---

William da um breve sorriso e diz:

-Muito bem, me deixe orgulhoso!

---fim de ligação---

William então volta sua atenção para a Cigana e sorri de maneira descontraída, apesar de todo a tensão do momento, o Ventrue ainda mantinha aquele sorriso sacana no rosto, na qual fazia muitos o odiar, após as palavras da Ravnos, o Algoz apenas diz:

-Ter Anabelle como destino agora seria perda de tempo, se ela sabe que existe uma Van e está preocupada certamente tentará ir até ela.

Com as palavras sobre Destino e futuro da Cigana, William apenas retira o chapéu da cabeça e pousa sobre o joelho enquanto diz:

-Não acredito que tudo está escrito minha cara, o único dono do meu destino sou eu, acredito que muita coisa está escrita, mas sou eu que deixo ou não elas acontecerem.

Madame Dara pelo pouco que tinha contato com William, sabia que ele era um homem controlador, manipulador e instigador, onde uma simples conversa com o Ventrue, podia ser a porta de entrada para que ele te manipulasse até que vacilasse. Então fazia bastante sentido ele não acreditar num futuro na qual ele não controlasse.

....

Enquanto faziam a ronda, William apenas fitava a janela em busca da van com seus olhos, enquanto ainda esperava a resposta de seu Aliado (Ruivo) e de seus inúmeros contatos de criminosos na cidade, assim como de Wong.

...

Quando já se era meia hora perdida, Wong entra em contato por mensagem, William sorri satisfeito e diz para si mesmo:

-Essa é minha garota..

William volta sua atenção para a Cigana e diz:

-Achei eles!

-Por falar nisso...

O Ventrue manda uma mensagem para o celular de Anabelle:

"-Achei eles, eles estado seguindo em direção ao Mount Bonnell, uma área um pouco mais afastada do centro, estou indo para lá usando a State Highway 45."

Logo o Algoz volta sua atenção para o Motorista e diz:

-Vamos em direção a Mount Bonnell, use a State Highway 45!

Enquanto esperava que fosse feito, William enviava uma mensagem para Wong:

"-Mande todos para lá, mas mandem tomar cuidado, pois um deles é um colaborador meu infiltrado ele tem uma senha e meu número, caso ele diga a Senha 'blackbird' e mostre meu numero retirem ele como refém, sem que ninguém suspeite e quero um helicóptero com nossos atiradores no céu para ontem."

William coloca o chapéu novamente na cabeça e com um sorriso diz:

-Agora veremos o que vai dar isso tudo.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sex Jun 17, 2016 5:53 pm

Henry era quem estava no banco do carona. Prontamente repassa a mensagem:

_Boa noite senhores, finalmente teremos um pouco de diversão. Abram caminho para nota viatura, vamos pegar a Highway 45, sentido norte.

Por debaixo do capacete os motociclistas usavam telefone bluetooth, e fazem um sinal de OK para viatura.

Dois homens vão na frente e ligam a sirene de suas motos na intenção de desobstruir o trânsito e abrir caminho para a viatura de seu senhor.

Ao pegar a Highway, as viaturas chegam a atingir 140 km/h, tentavam assim recuperar o tempo perdido.

...

No horizonte William já pode visualizar três caminhões do mesmo modelo, seguiam em fila, sendo todos eles da companhia de energia local. Ao contrário do que dizia Anabelle, eram caminhões e não vans.



_Ali estão os filhos da mãe! -dizia Henry satisfeito-

_Deseja agir como senhor?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sex Jun 17, 2016 6:49 pm

Após repassar as informações a Luiggi e See, ambos pegam o caminho mais próximo a autoestrada.

_Iremos informar Softer!

Edward segue-nos pelo caminho mais conveniente.

...

Chegando na autoestrada, encontram um trânsito bom.

Mais a frente tinha um grupo com viaturas policiais que se deslocava para direção que deveriam seguir, abrindo caminho e deixando tudo mais fácil.

Não demora muito para identificar que era o veículo do algoz; um honda civic blindado preto, com placas de agente do governo.

Um pouco mais a frente, a alguns km, Anabelle nota três veículos grandes da companhia de energia local, e nota a tremenda confusão que fez.



Eram eles
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anabelle-William

Mensagem por Anabelle em Sex Jun 17, 2016 6:57 pm

* Anabelle termina de vestir a jaqueta quando um flash-back vem a mente. Havia indicado o veículo errado tanto para Ethan quanto para William, talvez fosse a euforia de ter descoberto algo que poderia salvar a existência de todos.
Rapidamente ela pega o celular e digita uma mensagem para dois destinatários: William e Ethan:*

--Mensagem---

Errata: Eu disse que os veículos eram vans, mas  são CAMINHÕES. Repito: CAMINHÕES da Cia de eletricidade.
Desculpem pela gafe.

avatar
Anabelle

Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/03/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por William Reddington em Sex Jun 17, 2016 7:41 pm

William-Todos

William apenas se ateve a prestar atenção nas ruas a todo percurso, quando finalmente ao longe vira os três caminhões da companhia de Eletricidade, o Algoz apenas resmungou:

-Informações Malkavianas, nunca espere precisão...

Quando Henry lhe pergunta sobre o que deveria fazer, William sorri de forma satisfeita para seu novo braço direito e diz:

-Muito bem Henry, hora de mostrarmos do que minha equipe é capaz.

William fita os caminhões por uns instante e diz:

-Mandem os homens destruirem as rodas de tração no primeiro caminhão, na velocidade que estão o primeiro interceptará os outros, mas como precaução faça o mesmo com o segundo caminhão.

-Como de costume um dos homens de moto tem um lança granadas, além de sua Uzi, será o suficiente, basta se aproximar e atirar na roda dianteira dos mesmos.

-Depois disso mande todos se prepararem, para um possível confronto, pois vai ser por nossa conta.

O Ventrue então sente o celular vibrar em sua mão e sorri ao ler a mensagem de Anabelle, apenas respondendo:

---Mensagem de texto Anabelle---


"Eu imaginei Mi Lady, aprecie o show...  Cool "
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por O Mercador em Sab Jun 18, 2016 3:32 am

Quando, enfim encontram o local, o velho-rato franze as sobrancelhas.

- Tinham pressa em se livrar daquilo tudo.. Pode ser que ainda os encontremos... - alerta as crias e o informante.

Estava apreensivo naquele lugar e, ficava proximo o suficiente do Steve. Caso aquilo fosse uma armadilha, não escaparia novamente.

- Conhece este lugar, muitas-faces? Quem sabe poderia nos guiar aqui? - sugere, gentil e suave, entre o mais proximo de cordialidade que aquela aberração poderia chehar.
avatar
O Mercador

Mensagens : 56
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Dom Jun 19, 2016 12:40 am

Narração William - Anabelle

William era muito bom, talvez um dos melhores no que fazia, perdendo talvez para o xerife e o próprio Príncipe. Evitar qualquer turba era seu dever quase que sagrado com a instituição, com a seita que defendia com unhas e dentes, como um verdadeiro leão.

Todavia imagina que aqueles membros da seita rival que enfrentaria eram também muito bons, afinal, tinham como dever; iniciar uma guerra e desorientar uma cidade. Era uma tarefa que não seria designada a qualquer um.

William estava com toda logística possível, dispunha de: Helicóptero(Enviado por Wong), homens a sua disposição e agora recebia uma mensagem do Ruivo.

"Dividi um grupo de homens para ficar de olho nas ruas e fazer uma ronda nas principais represas da cidade.

Desculpe te responder só agora, estava ocupado!

Mas diz aí; a informação que me deu já foi atualizada?"

A se tratar do ruivo, William imagina que ele estava comendo as melhores putas da cidade, cheirando o pó mais brabo ou injetando a heroína mais pesada em suas veias. Era um milagre este cara estar vivo.

...

O homem com lança granadas segue na frente, cortando os carros que ainda estavam no caminho e se aproximando cada vez mais dos caminhões.

...

Wong manda uma mensagem para seu senhor:

"Ligue seu rádio comunicador no canal número 3. Terá contato direto com o helicóptero que estará a sua plena disposição."

...

Finalmente o motociclista alcança o primeiro caminhão, mas por se tratar de uma viatura de polícia, os sabás entendem aquilo como divertimento jogando o caminhão em cima do mesmo.

O motociclista se desequilibra indo parar na mureta, enquanto o tiro que deveria ser no pneu, acaba atingindo a caçamba do caminhão na parte superior.

Neste instante William percebe que o caminhão era blindado, mas ainda assim um estrago considerável é feito gerando uma série de complicações para o motorista, obrigando o mesmo a frear bruscamente.

Ao frear, o veículo derrapa e perde o controle, destruindo a mureta de proteção e batendo em um carro que estava no outro lado da pista.

...

Tanto Anabelle quanto William viram a cena de filme.

Neste instante Luiggi fica em pé, abrindo o teto solar e preparando mira.

_Acho bom dizer a seus amigos TIRAS que estamos aqui atrás, ou seremos os próximos alvos. -Dizia Edward para Anabelle preocupado-

Após um tempo de mira, Luiggi atira no pneu do primeiro caminhão(Que no caso era o segundo da fileira) que dá um cavalo de pau, obstruindo a pista por completo, fazendo com que o caminhão que vinha atrás batesse em sua lateral a plena velocidade, tombando o mesmo.

Aos poucos os sobreviventes do acidente saem, também armados até os dentes. Tinham consigo armamento pesado, inclusive um lança torpedos.

Um homem negro se ajoelha e aponta o lança torpedos para direção do carro de William.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Dom Jun 19, 2016 1:19 am

Narração - Mercador

O jovem rato de muitas faces foi questionado e em meio as indagações, Mercador sente que ele se mostra um certo nervosismo, não por ser um mentiroso, ou algo assim e sim por ter que decepcionar aquele membro.

_Poutz cara, tenho esse poder todo não, tenho apenas um ano de vida e não aprendi tudo sobre ofuscação.
Cobrir essa galera toda seria da hora mesmo...

_A tá, também nunca ouvi falar desse galpão, deve ter pego fogo recentemente.

_Mas aê, por que esse figura não manda um dos ratos para espionar? Se ele nos indicar o lugar certo onde Harper está, podemos ir direto ao ponto!

_O que me diz?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anabelle-William/Narração

Mensagem por Anabelle em Seg Jun 20, 2016 2:07 pm

*Anabelle assiste a cena com bastante receio, temia por todos ali, muito mais do que temia por si. Previa que nem todos poderiam contar o que presenciaram.  
Percebe que cometera um erro tremendo ao vir junto, pois só atrapalharia, seu poder ofensivo naquele momento era praticamente nulo.
Ela escuta o conselho de Edward, prontamente puxa o celular, enviando uma mensagem para William:*

---MENSAGEM---

Os carros de placas xxx-xxxx e xxx xxxx são aliados. Estou no hummer. Tenha cuidado por favor.


*A preocupação de Anabelle era quase palpável, estava arrependida de ter alertado William e Ethan sobre o que descobrira. Devia ter ido em missão solo, apenas com os magos ao seu lado.
Se ao menos  soubesse operar as armas que aquele veículo dispunha...
Não consegue conter a risada quando pensa que cogitou que sua presença ali seria necessária. Nunca sentira-se tão inútil em sua vida, e muito menos em sua não vida. Como fora estúpida...*
avatar
Anabelle

Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/03/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por William Reddington em Seg Jun 20, 2016 6:51 pm

William-Narração-Anabelle

William observava o deslocamento da moto que cortava os carros para cumprir suas ordens, quando seu celular vibrava com uma mensagem, ao notar que se tratava de uma mensagem de seu recente aliado Ruivo, o Ventrue responde imediatamente:

---Mensagem de texto para Ruivo---

“Estou na Highway 45 sentido Norte, preciso que me mande algum apoio  se  puder, estou com os bastardos que explodirão a represa”

.....

O motociclista cortava de maneira exímia os carros costurando, ganhando espaço  para próximo ao caminhão,  quando William sente o celular vibrar uma segunda vez, dessa vez era sua filha de Sangue, assim como as instruções da mesma, o Ventrue ajusta o canal do rádio do carro para o 3, fazendo assim contato com o Helicóptero.

....

Quando finalmente  a moto se aproxima do caminhão, o motorista do mesmo faz uma jogada ofensiva, jogando o enorme veículo contra a moto de seu homem, fazendo o mesmo desequilibrar e errar o tiro, porém, ainda sim criando estrago, o que pode revelar a blindagem do caminhão e ainda sim faze-lo perder o controle e se chocar contra alguns carros e um muro, tudo ainda seguia como o planejado.

...

Logo, um tiro certeiro dado por alguém acerta o tiro pneu do segundo caminhão, fazendo o mesmo perder o controle, interceptando o terceiro, o Venture sorri satisfeito enquanto sussurrou:

-Ótimo...

....

Logo seu celular vibrava pela terceira vez, dessa vez, se tratava de uma mensagem de Anabelle, assim que o Ventrue a lê , repassa para seus homens:

-O Hummer e os carros de placa xxx-xxx  e xxx-xxxx, são apoio, não abram fogo contra eles.

Então logo após isso, William ligava para Anabelle, deixando seu celular no viva –voz , assim a Malkaviana  teria contato diretamente  com o carro de William e saberia tudo que o Ventrue estava falando ali:


---Ligação Viva-Voz  Anabelle---


Caso ela atendesse já ouviria William dizer:


-Fique tranquila, todos já foram informados.
...

Logo a poeira e a fumaça começam a baixar, revelando a saída de alguns sobreviventes do acidente, dos Caminhões, todos fortemente armados, como se era de esperar, William então pode notara um homem que apontava um lança torpedo na direção de seu carro, o Ventrue então volta seu olhar para a Madame Dara e diz de forma calma:

-Poderia dar uma ajudinha com uma distração para cobrir nosso carro?

A calma do Ventrue era quase  assustadora, talvez até mesmo a Ravnos, se surpreendesse com a calma em demasia do Algoz, talvez ele fosse algum tipo de louco suicida, isso talvez explicasse  o por que  um Ventrue  se tornou um Algoz. Mas na verdade, William tinha plena confiança em suas Habilidades e Homens, era um egocentrismo perigoso, porém, conveniente para William.

...

Sem esperar uma resposta da Ravnos, o Ventrue  fala no Rádio para o Helicóptero, sabia que tinha alguns homens lá em cima, com calibre pesado, então disse:

-Parem o homem negro com o Lança Torpedos, atirem para matar, se tiverem sucesso, garantirei a vocês as melhores mulheres de Austin essa noite, por minha conta.

William sorri e canto de boca dizendo ao motorista de seu carro:

-Caso eles não consigam, prepare-se para desviar do que será jogado contra a gente, o bônus das mulheres se estenderá a você meu amigo.

-Alem disso,se aquilo pegar em cheio, você provavelmente não irá sobreviver, então a manobra decidirá sua vida e a de todos nesse carro, contamos com você meu amigo.

....

O Ventrue então se calou, cruzando as pernas e mantendo os olho fixos no homem com o torpedo, esperava que os homens do helicóptero o abatesse antes que ele lançasse o mesmo, também contava com a distração da Ravnos, mas caso ela não conseguisse, confiava plenamente  no seu motorista, a ponto de se manter frio e não desviar o olhar.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Natação William - Annabelle

Mensagem por Narrador em Ter Jun 21, 2016 12:53 am

O trânsito começa a ficar lento, afinal as duas vias(tanto a que seguia para o sul quanto a que seria para o norte) foram obstruídas pelos veículos.

O som de tiroteio e bombas criam nos humanos uma ameaça vigente e zelo pela vida. Alguns tentavam voltar na contra mão, outros abandonaram seus veículos na via mesmo, seguindo a pé.

Quanto outros, os cidadões armados, sacam suas armas e se unem a polícia contra o grupo terrorista. Será que os sabás contavam que estariam lidando com uma população bem armada? Este ponto foi bastante positivo.

...

O ruivo responde o seguinte a William:

"Ótimo, já tenho alguns homens no norte da cidade, se eu mandar eles seguirem para o sul, toparão com vocês.

Vou enviá-los neste sentido, na esperança de evitar fuga e avanços inimigos. Assim fecharemos o cerco!

Aguarda aí, já estou agindo. "

-Beijos do ruivo-

...

Os homens do helicóptero diz:

_Senhor, vou abater o terrorista do lança míssil!

_Aguardando instruções...

...

Edward teve que parar o carro.

_Anabelle, não tem como seguir mais a frente. Podemos sair da pista e seguir fora dela, ou atravessar para a outra via de sentido oposto.

_O que acha?

...

Pouco a pouco as partes traseiras dos veículos inimigos são abertas, e a primeira criatura que sai faz os nervos aflorarem, talvez se tivessem coração ativo, ele estaria pulando pela boca nesse momento.

Uma criatura composta de musculatura rígida e ossos trançados por cima da carne saiu de dentro do veículo. Ela estava em notório estado de frenesi.



Ela corre em direção dos carros de polícia, atropelando qualquer obstáculo que estivesse no caminho.

...

Aos mais perceptivos, percebem que borrões negros se deslocam em pontos distintos, se abrigando na vegetação local que era vasta.

Cerca de dez homens armados já restavam nas vias, e mais saindo de dentro dos caminhões.

A situação era de calamidade.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anabelle-William/Narração

Mensagem por Anabelle em Ter Jun 21, 2016 3:02 pm

*Anabelle observa a cena se desenrolar com crescente pavor. O que temia acontecera, aquilo tomara dimensões que beiravam a catástrofe. Escuta as palavras tranquilas de William quando atende o telefone, faz o mesmo que o ventrue, deixa o celular no viva voz, momentaneamente pergunta-se como ele conseguia manter tamanha serenidade em meio àquelas adversidades.
Rapidamente essa dúvida se perde em meio ao turbilhão de pensamentos que tomam a mente da malkaviana.
Ao ouvir o questionamento de Edward ela murmura uma prece rápida pedindo benção à grande mãe e também para Devél pedindo que os abençoasse e protegesse naquele momento de necessidade.
Pediu ainda que aqueles seres incorpóreos que a acompanhavam há tanto tempo também tomassem seu partido naquele momento.
Terminada a prece ela vira-se para Edward, acaricia seu rosto, o tom alvo de sua mão contrastando com a pele morena do carniçal.*

-Meu querido, quero que saibas que o amo como um irmão, e sempre amei.

*Beija a face dele e continua*

-Agora, tire o carro da pista e mire o lança míssil naqueles mais próximos do caminhão, precisamos destruir o maior número possível dessas criaturas odiosas. Depois, enquanto o laça míssil é recarregado, pegue o Rifle de precisão DSR Sniper e mire  na cabeça de cada um que  conseguir, destruindo todas, até que  não exista mais cabeça de inimigo algum para mirar. Não podemos deixar que eles destruam uma cidade inteira.
Vamos mostrar a eles que se meteram na corte errada.


*Anabelle demonstrava uma convicção que nem mesmo ela sabia de onde tirara. Olha por alguns instantes para o painel do carro repleto de botões piscantes e novamente sente-se completamente inútil. Tinha certeza que a pistola que sabia usar não faria nem cócegas naquelas criaturas. Ela temia pela vida dos humanos que incautamente haviam se envolvido naquela batalha.
Fazendo uma ultima prece, a cainita pega a besta que fora reservada a ela, indecisa sobre o que fazer.*
avatar
Anabelle

Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/03/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Qua Jun 22, 2016 2:04 pm

William se mantinha a uma distância segura, a pelo menos 250 metros do local do sinistro. Dali coordenava as ações de seu veículo blindado, em uma zona de conforto e cercado por seus homens. Estava inatingível até então.

Após o ataque autorizado ao helicóptero, disparos de uma arma rombuda são ouvidas em uma sequência devastadora.

Seus homens, assim como os sabás, não estavam para brincadeira e vieram preparados com munições para derrubar até mesmo tanques.

O homem que empunhava o lança míssil é alvejado, sendo praticamente rasgado no meio, porém consegue efetuar o disparo ainda assim, que acerta uma viatura aleatória e que não pertencia a troop.

A situação ficou desfavorável quando os humanos começaram a fugir em um estado de pavor absoluto. O carniçal guerreiro incitava uma espécie de delírio nos humanos, fazendo com que William perdesse o apoio da população.

...

No chão, logo abaixo do caminhão que rodou, havia um sniper, ele atira algumas vezes no helicóptero e um destes tiros acerta a hélice traseira, onde o mesmo gira algumas vezes antes de cair no chão fora do alcance da pista.

Os sabás vibram quando isso ocorre, como se seu time tivesse marcado um gol de copa de mundo.

...

Mas logo se calam após a viatura onde se encontrava Anabelle disparar um míssel certeiro na criatura bestial, lhe arrancando um braço e parte do ombro.

_Em cheio! -Dizia Edward feliz em provocar a ira daquele monstro-

Mais uma vez ele(O carniçal) salta, caindo por cima de um carro parado no trânsito, seu peso faz com que o veículo se envergue no meio.

O mesmo se preparava para saltar novamente, quando no ar ele recebe um golpe virulento de "See".

No chão a criatura sacudia a cabeça, recobrando os sentidos e quando pensa em se levantar, um tiro de lança granadas acerta em cheio seu peito, fazendo gritar mais uma vez de dor, desta vez era Luiggi que intercedia.

Finalizando-o Edward dispara mais um míssil que estoura em si, lhe partindo em pedaços.

A criatura estava morta e Anabelle mal possuía acreditar.

A briga começou a desequilibrar agora, e estavam vencendo.

...

William sentiu o sabor da vitória quando os homens de ruivo chegaram do outro lado da pista, vindo em seu sentido. Não podia vê-los, mas certamente surpreenderam o inimigo, que corria em direção a vocês, completamente cercados.

Foi quando um susto fez William saltar do lugar onde estava.

...

O lado onde estava Madame Dara é golpeado pelo lado de fora do veículo. Aquela ação foi meio que uma ação de sorte do inimigo, e completamente as cegas.

Um assassino ofuscado se revela após o golpe, mostrando ser um homem negro de porte atlético. A criatura infeliz sorria por ter alcançado êxito e preparava um segundo golpe já girando sua lâmina.

_Vai morrer! -Dizia ao algoz-

Seu golpe atinge em cheio o pescoço de Madame Dara, estourando também o vidro e parte da porta do veículo de William no processo.

Foi um golpe terrivelmente devastador.

A cabeça de madame Dara caiu em cima do colo de William, cobrindo completamente o ventrue de sangue.

Os homens de William abrem fogo no assamita, mas talvez não fosse suficiente para pará-lo.

...

Como combinado testei o dado da sorte que deu par: 2016-06-22 05:24:32 dado da sorte rolls 1 die to sorte 6 [1 success]

Ataque:
2016-06-22 05:51:50 Assamita rolls 8 dice to ataque 1,10, 10 , 8 ,10, 8 ,9,2,10, 1 , 9,10, 6 [8 successes]

Dano:
2016-06-22 05:52:54 assamitas rolls 11 dice to dano 10, 5 ,9,7,8, 9,10, 6 ,10, 5 , 10, 9 ,3,8,5 [11 successes]

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por William Reddington em Qua Jun 22, 2016 5:18 pm

William-Anabelle-Narração

William acompanhava o desenrolar da cena com um olhar calmo, porém, em seu interior aquela cena digna de Hollywood lhe dava vida novamente. Pessoas correndo, gritando e o sangue de seus inimigos jorrando, fazia-se  desenhar-se um sorriso sinistro em seus lábios, até mesmo os homens que acompanhavam o Ventrue, temiam quando aquele sorriso se formava, pois era quando tinham certeza do tipo de monstro que seu Senhor era.

...

O tiro do Helicóptero fora um sucesso, desviando assim a mira do lança mísseis de sua direção, porém, com isso o Ventrue  pagou o preço em perder o suporte aéreo, o que seria um problema, pois precisaria dele para parar a criatura grotesca que afugentava o gado.

...

Porém, para a surpresa do Algoz, o carro onde estava Anabelle estava consideravelmente equipado, fazendo disparos contra a criatura, que a fizeram perecer em instantes,  o Ventrue soltou uma breve risada enquanto dizia para Anabelle no Viva –Voz:

---Ligação Viva-Voz Anablle---


-HAHAHA! Muito bom Mi Lady!

...

Foi quando de súbito, algo rasga a janela do carro, desferindo um golpe contra Madame Dara, fazendo sua cabeça rolar para o colo do Algoz, William com a ação salta, enquanto seus homens já destravam a porta do carro para saírem e acudirem seu senhor.

O Ventrue então volta seu olhar para o homem, que dizia que ele iria morrer, William então sorri deixando vir atona toda sua verdadeira natureza, as presas do vampiro se mostram para o Assassino de Dara, enquanto seus olhos brilhavam em um Vermelho que fazia o íntimo do homem do  sabá temer, uma aura de pura monstruosidade emanava do Ventrue, tomando o lugar daquela expressão pacata que ele sempre teve, ali a frente do Assassino não era mais o Ventrue William , mas sim o Demônio Executor que muitos contavam que Reddington era.
...
William então rosnou  trincando suas presas em ordem ao seus homens:

-EU QUERO A CABEÇA DELE!!

OFF:

William Usou Olhar aterrorizante:
Sucessos: (3 sucessos)
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anabelle-William/Narração

Mensagem por Anabelle em Qua Jun 22, 2016 9:42 pm

*Anabelle observa tudo “segura” dentro do carro. Agradece mentalmente quando os humanos batem em retirada, assim ao menos não sofreriam danos. Mais tarde a impressa diria que tudo isso fora uma gravação para algum filme baseado em alguma revista em quadrinhos, x-men ou quarteto fantástico, qualquer coisa.
Quando o helicóptero de William cai ela fica bastante apreensiva, temia por aqueles que ali estavam.
Quando os sabás comemoram aquela pequena vitória  Anabelle sente algo que ela não sentia há muito tempo, uma leve pontada de ira. Aperta a besta com força, e abre a porta do Hummer de supetão, não assistiria tudo ali de dentro sem nada fazer.
Antes que ela desça, Edward, Luigui e See trucidam “o Coisa”.  Anabelle vibra exultante, aquele monstro estava dizimado.
Escuta a voz de William pelo viva voz e apenas sorri,  quando escuta novamente a voz do algoz  imbuída de ódio palpável automaticamente seu olhar que estava centrado em Edward se dirige para o carro de William.
Rapidamente ela volta a fechar a porta e  abre a “escotilha superior” do hummer, atiraria dali mesmo, sabia que era frágil, e talvez perecesse, mas pretendia durar o máximo possível lutando ao lado daquilo que acreditava.
Ela posiciona-se  verificando se de onde estava seria capaz de mirar no coração do assamita. Prepara-se para fazer algo que não fazia há muito tempo: “tirar a vida” de outra criatura. Usando seus dons sobrenaturais ela aumenta suas habilidades.
Ao analisar melhor seu oponente, resolve mudar sua tática, volta para o interior do hummer e procura por uma maleta.
Sorri quando finalmente a encontra,  coloca o dedo sobre a trava biométrica, e espera uma fração de segundo para que o fecho destrave. O sorriso aumenta quando a abre e vê o interior com forração especial, aquelas ponteiras eram extremamente  perigosas e poderiam entrar em combustão ao menor movimento. Com satisfação percebe que Edward havia alterado a blindagem da maleta, e também sua forração para um material anti chamas.
Cuidadosamente pega uma ponteira, e  calmamente atarraxa na ponta do corpo da flecha.
Sabia o quanto aquelas ponteiras que continham fosforo branco podiam ser letais. Com cuidado fecha a maleta e volta para seu posto. Mira no assamita e  dispara a flecha.*


*Off: Anabelle utiliza 03 pontos de sangue para aumentar sua destreza em 03 pontos*
2016-06-23 06:53:59 Anabelle rolls 7 dice to Atirar flecha 5,1,9,8,1, 5,4 [failure]

avatar
Anabelle

Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/03/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Qui Jun 23, 2016 5:27 pm

Os homens de ruivo cercam o local e disparos por toda parte são ouvidos. Bombas de efeito moral são arremessados em meio a turba e os carniçais deformados que agiam pelo intermédio do sabá começam a se dispersar como podem.

Neste confronto o poder de fogo e influência de William e Anabelle foram importantes, pois conseguiu reunir em tão pouco espaço de tempo homens essenciais para ação.

William percebe que apesar de tudo, os sabás lutavam até o final, não havendo nunca momentos de rendições.

...

O assassino de Madame Dara foi abatido e no chão restaram apenas pilhas de ossos e pó.

Enquanto atiravam, quase perderam de vez o foco após uma explosão de um artefato em uma das motos que trabalhava para William ser alvejada por um disparo acidental de Anabelle, mas recuperaram o senso prontamente, exterminando de vez a ameaça, sem dar oportunidade de rendição...

See e Luiggi se unem aos homens de William em uma varredura, a situação estava controlada.

...

Quando William e Anabelle finalmente "respiravam aliviados", Luiggi aponta para um lado, escalando um dos caminhões, na esperança de ganhar uma visão privilegiada.

_Estão fugindo, ali!

Luiggi dispara uma, duas, três, quatro vezes com seu rifle, descendo frustrado da viatura.

_ERA O HOMEM COM A BOMBA!

_Vamos!

O grupo percebe que uma motocicleta seguia na direção norte, em direção as usinas.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anabelle-William/Narração

Mensagem por Anabelle em Sex Jun 24, 2016 3:00 pm


*Anabelle solta uma imprecação em um idioma desconhecido quando vê que falha miseravelmente em seu disparo.
Não deixa de sorrir ao observar que o assamita, independente de sua ajuda havia sido destroçado e só serviria de adubo em uma planta qualquer.
Sente-se muito frustrada pelo erro idiota, mas nada pode fazer agora, apenas agradece à grande mãe pela benção do inimigo ter sido derrotado.
Quando Luigi  sobe até a parte superior do caminhão Anabelle o segue com o olhar, em um curto espaço de tempo passara a admirar aquele completo desconhecido.
Quando ele alerta sobre  o sobrevivente  rapidamente a cainita volta par ao interior do hummer. Fecha a maleta e guarda cuidadosamente as ponteiras recheadas com fósforo branco.
Senta-se e espera que Edward volta para o veículo, para que pudessem seguir o “alvo”.*
avatar
Anabelle

Mensagens : 80
Data de inscrição : 05/03/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por William Reddington em Sex Jun 24, 2016 6:32 pm

William-Narração-Anabelle

William finalmente via as coisas controladas, Madame Dara havia perecido naquele ataque do Assamita, porém, o Ventrue não tinha nenhum apego por ela, na verdade por fim, aquele Assamita lhe fez o favor de tirar um problema das costas do Algoz, já que Dara, era um membro de difícil acesso para se rastrear, fazendo até mesmo William ter dificuldades.

...

O Ventrue enquanto seus homens faziam a varredura do lugar descia do carro e pegou seu celular, ajeitou a gravata com um sorriso no rosto, enquanto colocava seu chapéu e caminhava em direção aos restos do Assamita, pegando a cimitarra que o mesmo deixou ao chão.

...

Foi quando William, ouviu o alerta de um dos homens que estava com Anabelle (Luiggi) e ouviu os disparos do mesmo em direção a área que o possível fugitivo se deslocava, porém, parecia se frustrar ao erra-lo.

...

William então apontou para Henry e disse:

-Pegue uma moto, iremos atrás dele, você e eu!

Voltou ao ponto de seu rádio e disse aos seus comandados:

-Se acharem qualquer sobrevivente, não quero que os mate, se for vampiro, o estaque, se for carniçal o incapacite, qualquer um que tenha sobrevivido quero como MEU prisioneiro.

-Se qualquer um interferir a isso, mate.

Henry que já pegava uma das motos e a ligava, fez sinal para seu senhor, William então saltou para a garupa da moto a espada do Assassino em suas mãos, apenas dizendo no telefone para Anabelle:

----Ligação Anabelle----


-Cuide de tudo até meu retorno mon chéri!

---Ligação encerrada---

O Ventrue então bateu no ombro de Henry e disse:

-Vamos meu amigo, alcance aquele filho da mãe.
avatar
William Reddington

Mensagens : 227
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sex Jun 24, 2016 9:56 pm

William monta no carona da motocicleta, acompanhando ele outros quatro motociclistas com seus respectivos caronas, sendo que dois deles(ocupando uma moto) eram os aliados de Anabelle (os magos).

Edward contorna os caminhões, saindo completamente da pista. Arrebenta a barreira de contenção com seu veículo bruto e torna a pegar a pista no sentido que o trânsito estava livre, afinal os caminhões fecharam todas as vias.

Precisavam recuperar tempo e com isso rasgam a pista em busca dos infames fugitivos.

...

Luiggi emparelha com William e diz:

_Um contato meu enviou que eles estão a três kilometros a nossa frente!

_Acho que só conseguiremos pegar eles nas usinas...

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum