Ruas centrais

Página 3 de 11 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Qui Dez 31, 2015 3:23 am

Hecate encontra dificuldades para usar seu poder no humano; pelo que se recorda ele é bastante eficiente e ao menos um resquício de seus desejos superficiais deveria encontrar. Nunca falhou.

Exceto se aquele a sua frente não for um humano.
A possibilidade dele ser um membro ou pior que isso, um sabá, faz um arrepio na espinha surgir. Hecate era muito sensitiva e ver seu poder em alto nível falar miseravelmente lhe deixa frustrada.

Jessie em um tom não muito otimista diz próximo a seu ouvido:

_Aura pálida, em tons de violeta e verde! -Dizia Jessie pondo a mão na frente para que não haver qualquer chance de uma leitura de labial-

_Ele é um membro. E eu não o conheço...

Por outro lado o rapaz sorria fitando os olhos com um belo sorriso.

Escondida no braço de Jessie tinha duas lâminas, que surgiram deus sabe de onde.

...

Duas fãs surgem do nada e se põe entre o tal vampiro e Hecate.

_É ela mesmo, Hecate Glenn... Por favor, nos dê um autógrafo?

Jessie fita a miserável e diz:

_Cai fora garota! -Dizia a que pediu o autógrafo-

A menina se assusta, mas não percebe nada de mais, Jessie era muito habilidosa em espantar as pessoas. Esperava apenas uma ordem para popular no pescoço do maldito.



avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hecate - Jessie - Estranho - Fãs

Mensagem por Hecate em Qui Dez 31, 2015 3:53 pm

- Tudo bem, tudo bem.... Tranquilizou os ânimos, alternando olhares entre Jessie, as meninas e o estranho: - Vocês tem uma caneta? Embora ela mesma tivesse, achava importante os fãs se desdobrarem para conseguir um autógrafo, mas, especialmente naquele momento, aquela era uma oportunidade de planejar as próximas ações: - Só um segundo. Dizia agora fitando o belíssimo homem, enquanto aguardava a caneta.

À medida que dava os autógrafos, tendo o cuidado de descobrir para quem deveriam ser as dedicatórias, enxia-se de coragem para fazer uma nova tentativa de desvendar as regiões mentais daquela criatura.

----------------------------------------------------------------------------------------
OFF
2015-12-31 07:50:14 Hecate rolls 6 dice to Telepatia (Diff 7) 10,9,7,9,10, 3 [5 successes]
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Qui Dez 31, 2015 5:27 pm

Quando solicitado a caneta, as fãs vasculham a bolsa a procura do material, não demoram muito e logo encontram o que queria e em pouco menos de trinta segundos já estavam munidas de papel e caneta.

"Para minha amada fã Brunilda..."

"Para minha amada fã Sophie..."

Em seguida fez uma dedicatória rotineira, não estava em tempo e nem com cabeça para pensar em nada mais elaborado.

Logo elas são despachadas e se dão por contentes, voltando ao círculo de amigos ao qual se encontravam outrora.

...

Jessie estava ao seu lado anteriormente, mas ao dá por si, ela já tinha dado um passo a frente, com suas duas pequenas facas de arremesso, do tamanho de um bisturi escondidas nas suas mãos.

Após falhar miseravelmente em sua busca, por inicialmente achar que aquele belo modelo era um mortal, se esforça um pouco mais, empregando agora toda sua vontade na busca.

A última imagem que percebe é do homem levando sua mão as têmporas e lhe encarando.

...

Stevens, Stevens... Corre, corre rápido... eu acho que eles te viram. Malditos demônios!
-Pensava-

...

Um homem estava parado na esquina, empurrava um carrinho de bebê carregado de latinas, garrafas e outras quinquilharias encontradas no lixo.

Revirava uma caçamba atrás de outras porcarias, mas não era nada disso que ele queria, era somente um disfarce que até então estava dando certo.

Estava a uma boa distância para ouvir o que aqueles dois membros, ou melhor, criaturas da noite conversavam.

_Ignore ele, é apenas um mendigo imundo! -Dizia um homem alto e negro-

_Eu vejo comida...-Respondia uma careca estranha com piercings por todo rosto-

_Como dizia, acho que temos um acordo...

_Não temos contingente suficiente para derrubar a CAMARILA local e os sabás me parece a melhor alternativa que temos. Quando tudo isso acabar, dividiremos os espólios.

_Então posso contar com os anarquistas? Ótimo Harper, então temos um acordo saudável. Viu só, não somos os monstros que tanto dizem.

Uma velha garrafa cai no chão se fazendo en pedaços brilhantes no chão e logo chama a atenção novamente para o velho mendigo.

A mulher com piercings fita mais minuciosamente o mendigo. Olhando através de seu disfarce.

_Ei, você!

Era hora de dar no pé!
-Se Apressa em uma rápida corrida-

Stevens era astuto e larga tudo para trás enquanto corria pelo beco em direção a tampa do bueiro previamente levantada para a fuga.

_É um maldito nosferatu. Droga Harper, você me traiu.

Um combate se inicia entre as duas criaturas enquanto um terceiro membro, bastante forte ao saltar estremeceu todo beco. Ele tinha deformidades, mas não como as dos nosferatu.

Suas garras eram grandes, andava curvado e possuía orelhas de lobo. Logo se une ao combate e Harper se vê em desvantagem.

Dois contra Harper, ele não tinha chance, mas já passou da hora de sair dali.

_Você vai se unir a nós, mas agora vai ser do nosso modo!

Uma estaca é cravada pelas costas do vampiro negro e habilidoso em combate.

...

Stevens se esgueira e fecha então a tampa do bueiro atrás de si e corre como nunca correu antes...

_Vamos ter que dedetizar estes bueiros... -Foi a última palavra que ouvia antes de ganhar a escuridão das profundezas fétidas de Austin-

...

Saindo na lateral da boate, mas não sem antes espionar se tinha sinais de humanos por perto, a criança da noite emerge.

"Diabos, no meio do gado eu tenho mais chances de me esconder"

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Hecate em Qui Dez 31, 2015 7:55 pm

Sua nuca eriçou-se ante a ideia de estar diante de um nosferatu sujo e fedido, assim que as visões terminaram. Apesar da decepção, já que aquela figura, por mais bela que fosse não passava de uma farsa, viu alguma serventia no famigerado Stevens, que havia ganhado fama após sua atuação como Boris.

Fixou os olhos azuis no indivíduo que ainda aguardava sua resposta e, com um sorriso estampado no semblante encenado, levantou-se certa do sacrifício que faria, tocando a pele asquerosa do monstro: - Por que não? A música já está até acabando... Vamos logo, querido. Deu a mão para que a criatura a conduzisse até a pista de dança.

- Fique tranquila, sei muito bem onde estou me metendo. Falou aos risos para Jessie antes de sair dalí.
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Qui Dez 31, 2015 9:44 pm

O odor do nosferatu, assim como sua aparência não podem ser sentidas, exceto se você quiser tentar fazer.

Porém não é bom fazer com que o jovem peça sua concentração para com o poder, revelar a aparência dele a todos seria uma catástrofe.

O nosferatu era habilidoso, não tinha como negar. Ele se misturava bem ao rebanho, dançava perfeitamente bem, encenava seu papel perfeitamente bem e só foi descoberto por que Hecate era muito habilidosa com seu poder que aparentemente passou oculto.

Segurando na mão da doce donzela, como um verdadeiro cavaleiro, conduz a mesma até a pista de dança. Onde pôde mostrar um pouco de sua desenvoltura.

_Eu me chamo Baltazar Ungaretti. Sou novo por aqui, estou na cidade a trabalho!

Hecate se diverte com a tremenda cara de pau do nosferatu que tentava enganar a Cria legítima de Ernest, cria de Madame Guill Gilles, o terror das criancinhas do sabá.

Essa genealogia era proibida por Ernest de ser recitada a qualquer um, o nome da antiga justicar trazia terror, mas também trazia a revolta de muitos membros. Mas a verdade não lhe foi negada.

Inúmeras vezes ele disse o quanto você se parecia com ela, principalmente na forma de fazer justiça.

OFF: Por ter o nível de auspícios maior que a do vampiro, Hecate pode ver através da ilusão assim que desejar.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hecate - Stevens

Mensagem por Hecate em Qui Dez 31, 2015 10:26 pm

Não optaria por ver o horror tão de perto enquanto pudesse evitar. Aquele disfarce não servia apenas para ser enganada, mas também para, tornar aquela companhia amaldiçoada em algo tolerável. Balançava a cabeça com paciência, em concordância, aparentando dar-lhe especial atenção enquanto a conversa se desdobrava. Depois da vã tentativa em ludibriar a telepata, Hecate alcançou o pé do ouvido de Stevens: - Baltazar? Que nome... Velho. Não me parece um nome deste século e tenho certeza que um homem como você, pode escolher um nome melhor. Gosto de Stevens, que tal?

Hecate gargalhou segurando os ombros do par de dança à medida que jogava a cabeça para trás. Quem a visse, juraria que ela teria escutado uma ótima piada.
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Qui Dez 31, 2015 11:22 pm

Baltazar, ou melhor Stevens, tinha sido desmascarado. Sua boca treme levemente quando a sugestão do nome dado por Hecate, foi o seu próprio.

Perde um pouco o compasso da dança, mas logo se recupera. Não era uma pessoa que facilmente se intimidava.

_Ste- Ste- Stevens?

Era comum jovens darem nomes errados na balada, principalmente quando não queriam ser importunados futuramente. Mas o vampiro da corte dos ratos teimava em seguir com sua mentira, quando a verdade estava na cara.

Seria sim convincente, muito convincente se Hecate já não estivesse desmascarado. Talvez ele quisesse mostrar que se a vampira não tivesse "Roubando", teria sido feliz nessa tentativa, quem melhor que Hecate, formada nas melhores escolas de teatro do mundo para avaliar isso.

Mas o que ele não sabia é que Hecate em relação a ele, tinha muitos anos mais de experiência em idade.

_Baltazar é um bom nome, eu gosto dele e agradeço muito minha mãe por isso... *Dizia escondendo seu ar sem graça*

_Faz sucesso com as mulheres, me faz parecer mais velho!
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hecate - Stevens

Mensagem por Hecate em Sab Jan 02, 2016 4:20 pm

Hecate dá de ombros, como se não se importasse com a opinião do sujeito, mas mantinha ainda o sorriso de quem se divertia durante a dança: - Sério? Sua única dúvida era se mantinha o joguinho, ou se economizava logo seu tempo: - Então... Baltazar... O que vem depois? Pense bem na sua resposta e lembre-se bem daquela máxima: "O mal do esperto é achar que todo mundo é otário". Eu sei que você é um sujeito esperto, mas espero que seja o bastante para reconhecer quando não pode mais enganar alguém. Ou a coisa pode ficar ainda pior do que já está... Então, respeite minha sagacidade e conquiste uma nova aliada, ou me subestime e ganhe mais uma inimiga.

O loira se recompõe após ter se esticado novamente para uma longa fala ao pé do ouvido do Nosferatu.
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sab Jan 02, 2016 5:53 pm

A criança da noite faz uma expressão de que tinha sido derrotado. Foi vencido pelos truques da bela rosa.

_Droga...

A expressão do "menino"se desfaz completamente para uma cara de espanto, uma feição de pavor conforme olhava na direção da porta.

O truculento homem com feições de meio homem meio besta acabara de atravessar por ela.

Era o homem da visão de Stevens, o Gangrel.



Ele farejava o ar abundantemente, mas parecia perdido a partir daquele ponto. Ele procurava por Stevens certamente, mas a miscelânea de odores do lugar impediam de continuar a farejar de forma precisa.

Subitamente a música para e o anúncio a seguir causa um arrepio na espinha da Toreadora.

_Senhora e senhores, mantenham-se afastado deste homem. Os nossos seguranças já estão a caminho... -As luzes se ascendem-

Seguido de um grito histérico e uma mulher chorosa.

_ELE MATOU JACK! -Apontava uma jovem de cerca de vinte anos na direção do assassino-

O público da casa de atrações começa a se desesperar e correm feito baratas tontas ao perceber as enormes garras e sangue que pingavam no chão.

Jessie segura na mão de sua senhora enquanto diz entre os dentes.

_É hora de ir!

Ela já estava munida do seu guarda pó, onde todos os seus elementos cortantes se encontravam.

_Vamos Hecate. Eu vou te tirar dessa! -Dizia também Stevens-

O homem se pronuncia com sua voz gutural.

_NÃO ADIANTA FUGIR RATO, EU SEI QUE ESTÁ AQUI!

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Hecate em Sab Jan 02, 2016 6:41 pm

Estava por cima naquela história, havia vencido desde o começo. Não havia mais como Stevens se desvencilhar da situação... Não fosse, claro, o inusitado que acabava de acontecer.

Hecate fitou a entrada do estabelecimento incrédula à medida que se afastava de Stevens instintivamente: - Fudeu! Pensou enquanto começava a articular ações de fuga. Abaixou o tronco afim de ficar menor que a estatura média das pessoas, ouvindo Jessie e Stevens: - Não podemos nos afastar! Vamos pro estacionamento. Dizia enquanto se deslocava numa postura curvada e cautelosa.
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sab Jan 02, 2016 7:09 pm

Jessie corria agachada, levando sua senhora e também a criança da noite para fora daquela confusão.

De súbito a carniçal para após sentir o forte odor que Stevens também sente, seguida de risadas estridentes e após isso um clarão que explodiu em sua direção.

Jessie estava na frente por sorte e o reflexo faz com que levasse a mão ao rosto, o corpo de sua segurança particular sangrava por causa de estilhaços de vidro e pregos. Era uma bomba caseira.

_Voltem, o estacionamento está tomado por gasolina e fogo por toda parte. -Jessie estava bem, sofreu leves escoriações apenas-

Como se não bastasse, Hecate parece ter notado a mulher careca da visão no lado de fora. Ela saltava por cima das chamas com mais alguns homens vestidos de preto, em um estranho ritual macabro.

O Gangrel obstruía a porta principal com caixas de som, motocicleta, lixeira e matava qualquer um que tentasse passar por ele e o pior aconteceu, ambas as passagens estavam obstruídas.

_VOU TE DAR TRÊS MINUTOS PARA SAIR RATINHO, OU VOCÊ VAI QUEIMAR!

Stevens estava apavorado e Jessie pensava no que fazer. Sua missão era manter Hecate viva, e se, somente se, tivesse que lutar diretamente, assim o faria.

_Venham comigo, tive uma ideia!

Jessie conduz a dupla até o banheiro. Ao chegar lá, manda os dois aguardarem na porta.

Um estrondo que faz a casa de atrações tremer por inteira é ouvido e Jessie logo retorna.

_Venham rápido!

Um buraco foi aberto na parede e também parte do solo que desmoronou dando duas opções de fuga.

_Para o esgoto. Eu conheço o caminho! -Dizia Stevens-

Jessie hesitou, mas acente para Hecate. O lugar estava cercado.

Sons de outras pessoas vindo em correria e gritos por todos os lados, logo imagina que o Gangrel, vinha nesta direção que estavam.

Enquanto um calor intenso se fazia presente agora em toda parte. O lugar estava em chamas. Presumiu.

O pavor começa a tomar a mente de Hecate. Quantos sabás estavam lá fora ou disfarçados entre o gado? Ela não sabia...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hecate - Jessie - Stevens

Mensagem por Hecate em Sab Jan 02, 2016 8:04 pm

Hesitante, a loira assiste por cima dos ombros a luz incandescente alabarar por de baixo da porta do banheiro. Sentia sua existência em cheque e não podia deixar de lembrar daquela jovem garota perambulando pelas ruas da antiga Londres: - Será que assim que eu termino? Eu tinha... tanta coisa pra fazer... Pensava, sentindo uma crescente angústia.

O som quase ensurdecedor tira Hecate do transe apocalíptico, forçando-a a observar as novas opções que se lhe desdobravam. O transcorrer de muitos anos, haviam fortalecido a personalidade da frágil mulher, que poderia muito bem sofrer de uma catatonia ante uma situação daquelas, caso fosse uma humana de poucas experiências. Mas sua personalidade havia sido forjada com o decorrer de infindáveis experiências, muitas delas indescritíveis: - Stevens, agora é por sua conta! Disse, firmemente. Não acreditaria naquele rato caso ele tivesse dito para acreditar, mas, os pensamentos alheios eram necessariamente aliados sinceros da Telepata.
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sab Jan 02, 2016 8:29 pm

Stevens desce na frente rumo a escuridão plena dos esgotos, por opção Hecate podia não sentir o cheiro de esgoto abundante no lugar, era uma morta viva.

A rosa segue atrás do rato ainda que vacilante, mas confiante nas habilidades de Stevens.

Jessie praticamente salta atrás de Hecate, se esburrachando no chão devido os ferimentos que não fechou por falta de tempo.

O som de sete pregos e cascos de vídeo é ouvido por Hecate, seu poderoso sangue vampírico tratava de curar sua serva.

_Vamos logo... -Dizia Stevens em sua forma natural-

A luz que vinha de fora o pegou de relance e Hecate pôde notar a horrenda forma da criatura.
Se tratava de uma criatura de olhos profundos e uma pele tão clara quanto uma folha de papel sujo, seus olhos eram fundos e inumanos, seus dentes eram todos serrilhados e lhe faltava o nariz. O vampiro fazia uso de um casaco de moletom surrado que escondia parcialmente sua feiúra.



Sem aguardar resposta o vampiro do clã leproso ou rato, se embrenha por dentro da escuridão plena.

Hecate não enxerga um palmo a sua frente.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hecate - Narração

Mensagem por Hecate em Sab Jan 02, 2016 10:13 pm

Embora ainda estivesse sob forte risco à sua não-vida, sentia-se um pouco mais segura em plena fuga, tanto que já se permitia enojar-se pelo fato de por seus lindos pés de dimensões de formato perfeitos, aquele chão úmido e asqueroso, já que precisou tirar o salto para avançar caminho. Aproveitou então que seus pés já estavam enlameados, para preservar os calçados de grife.

Ao notar então a escuridão crescente, Hecate evocou os olhos da besta, mas torcia para que ainda pudesse encontrar o monstro Stevens ao fim da transformação. Agora que havia fitado a verdadeira forma do demônio, mantinha uma distância que julgava a salvo de qualquer contato com aquela pele nojenta, tal qual uma moça corajosa ainda evita de uma barata.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------
OFF:
Caso note que Jessie tem dificuldade para seguir o caminho, irei conduzi-la pelas mãos.
avatar
Hecate

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sab Jan 02, 2016 10:38 pm

Jessie não encontra problemas para caminhar naquela escuridão enervante, possuía habilidades naturais e sanguínea para se virar bem ali. O único modo de se ver perdida na escurião é se fosse lançada em um lugar onde nenhuma luz penetrasse.

Hecate é a única que fazia uso de olhos da besta dos três, nem mesmo Stevens como criatura de trevas possui esta habilidade.



Após fazer caminhos onde exigiu muito de Hecate, principalmente com que ela vencesse asqueirosos e repugnantes desafios, chegam a um corredor amplo, longo e com aguá podre que batia na altura de seu joelho. Já andavam a pelo menos 20 minutos.

Jessie estava em estado de alerta e começava a desconfiar do nosferatu.

_Ei feioso, para onde estamos indo!

_Já estamos andando a um bom tempo!

Stevens não responde, fingindo não ter ouvido Jessie.

Em resposta Jessie apressa o passo e se caso Hecate não a impeça ela vai tirar satisfações com ele.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sab Jan 02, 2016 10:39 pm

OFF: Teste de percepção + Prontidão.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Sab Jan 02, 2016 10:44 pm

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Dom Jan 03, 2016 3:44 am

Narração - Seraph

Guiado pelos seus sentidos o vampiro fareja como um caçador a sua presa que estava a metros de distância.

Devido a sua compreensão de caça, o predador, assim como no reino animal, deve se aproximar de sua cria de forma sorrateira, sem chamar muita atenção.

Ela estava longe e se não se apressar ela pode chegar a seu destino e sair das ruas.

"Era bom ir logo..." -Dizia a sua mente a insaciável besta-

OFF: Preciso saber como vai se deslocar e se aproximar de sua vítima.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Seraph em Dom Jan 03, 2016 11:26 am

*Quando passar por algum beco vazio ou parte deserta eu vou usar Ofuscação 2 ( vou me certificar que não esteja me observando antes de usar), assim posso me movimentar sem que me vejam e facilitar a aproximação da vítima.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Dom Jan 03, 2016 4:05 pm

Seraph busca as sombras e ela lhe abraça como bons amigos que não se viam a um bom tempo. Estava coberto pelo véu negro da escuridão.

Apressa seu passo buscando a presença que sentiu a poucos. Já se imaginava se deleitando naquele precioso sangue que significaria vida para você.

...

A cada minuto que se passava a ansiosidade também se fazia presente, pois notava que o cheiro de sua presa estava cada vez mais perto.

Quando se aproxima a ponto de vê-la, sente outros dois cheiros desconhecidos a cerca-la. Se travava de uma jovem com não mais que trinta anos, com livros na mão e uma viola atravessada as costas.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Seraph em Dom Jan 03, 2016 5:55 pm

*Auspícios 1 já estava ativado, tanto que eu estava com meus sentidos apurados. Agora ativo auspícios 2 para ver caso alguém esteja escondido ou ofuscado e já identificar sua aura.*

*Busco identificar a fonte dos outros dois cheiros que sinto, aparentemente ela não está sozinha ou alguém já está a espreita dela.*

*Observo também se ela está machucada para ser a fonte do cheiro de sangue, se não tem a possibilidade dela estar mestruada.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Dom Jan 03, 2016 9:30 pm

A moça andava distraída mexendo no seu celular, enquanto na esquina dois homens latinos estavam aguardando a moça para o bote. Provavelmente era um assalto.

A aura dos homens eram de humanos comuns, estavam excitados, agora não sabe se era para um estupro ou simplesmente pela emoção do roubo.

Não muito longe dali tinha um beco escuro e caso ela fosse arrastada para lá, poderiam fazer o que quisessem dela.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Seraph em Dom Jan 03, 2016 10:49 pm

*Ao encontrar a mulher andando distraidamente a sua frente, agia como um serial killer, sem demonstrar prazere, raiva, ódio ou mesmo arrependimento, ela passa a poucos metros na sua frente, mas ciente de que ela seria emboscada por dois homens tinha de agir rápido. Seraph se move rapidamente, agarrando sua presa e colocando a mãos sobre sua boca, já a arrastando para o beco escuro. Assim que estivesse lá, a morderia para sugar sua vitae.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Narrador em Dom Jan 03, 2016 11:08 pm

OFF: Faz um teste de força + Briga
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1230
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Seraph em Dom Jan 03, 2016 11:27 pm

**Rolamento (PS: dois sucessos automáticos por causa da potência)**

2016-01-03 15:25:39 Seraph rolls 7 dice to For+Bri 2,9,8,9,1, 6,5 [3 successes]

*Antes de morde-la, fica um tempo somente a segurando e a mantendo calada e presa, e observa se por acaso os homens (audição) vão embora pensando que ela pegou outro rumo ou aparecem na boca do beco.*
avatar
Seraph

Mensagens : 325
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas centrais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 11 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum