Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Katherinna Hudson em Sab Ago 18, 2018 7:14 pm

A Ventrue analisa friamente cada gesto, cada palavra do Xerife, ele era muito seguro de si, ele devia ter muitas cartas na manga. Assim que ele volta a sua atenção, a bela cria de Pieterzoon, apoia suas costas no vidro e olha nos olhos de Willian:

_ Vejamos, você tem influências em toda a cidade, comanda ela com mãos de ferro, tem teias de informação, é Xerife. Me diga o que eu estou fazendo aqui?

Ela encarava ele levianamente, percorria seu rosto em busca de rusgas que ela pudesse interpretar:

_ Vamos abrir o jogo, coloque as cartas na mesa, me diga o que realmente precisa, como eu disse a cidade precisa estar sob o comando Ventrue, e eu assim como você somos responsáveis por isso, quero unir nossos nomes, unir nossas influências, soberania total, mas para isso, preciso saber onde estou pisando.

Suas palavras eram doces, calmas e calculadas, antes da reunião do clã, ela precisava saber o que aquele homem representava e assim decidir que rumo suas ações iam ter.
avatar
Katherinna Hudson

Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Maurice em Dom Ago 19, 2018 11:08 pm

Havia algum tempo, que Maurice não vinha até o Elisium... agora, ele percebia que esta falta de hábito, lhe cobrara...

Sua impaciência com os protocolos, apesar de disfarçada, era perceptível. E, quando, finalmente, fora autorizado seu ingresso, ainda, teria que passar pelas futilidades que o salão impunha...

Apesar da sua grande destreza - era praticamente impossível que ele tropeçasse, ou esbarrasse, em algo, sem querer - Maurice sabia que segundo as regras sociais já deveria ter cometido algumas falhas...

Como já havia passado um tempo nos salões de Nova Orleans, Maurice sabia, pelo menos, a principal regra de quem quer sobreviver no Elisium: "na dúvida, fique calado."

Enquanto perscrutava o salão, notou que alguém vinha na direção da dupla... com certeza, um Membro, pelos movimentos do corpo e a cor da pele, apesar de, também, poder-se dizer que fosse um andróide ou coisa parecida, dado seus movimentos calculados e meticulosamente realizados, como se, numa fração de segundos, tivesse analisado todas as possibilidades de cada passo que dava, no salão. Suas roupas fizeram Maurice se sentir melhor em relação as suas próprias... "Pelo menos, estou de terno" - pensou.

Ele se apresentou, iniciando com um comentário jocoso, que Maurice preferiu ignorar.

- Grr...- Maurice não perdia o costume de rosnar, 90% das vezes, em que estava desconfiado ou tenso - Bonsoir, monsieur. Eu sou Maurice. Também, sou membro desta... corte. Mas prefiro me manter nas margens da cidade.

Seus olhos felinos, num tom de amarelo dourado, fitavam o estranho, numa mistura de curiosidade e desconfiança.... algo, nele, parecia familiar.


Última edição por Maurice em Qui Ago 23, 2018 12:51 am, editado 3 vez(es)
avatar
Maurice

Mensagens : 11
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por O Mercador em Dom Ago 19, 2018 11:40 pm

O veiculo comum detém à frente dos valetes do lugar. Mantenho-o ligado pois sabia que os engomadinhos não saberiam os macetes para ligar a camionete. O velho rato vestia seu rosto corriqueiro - um negro de cabelos crespos e bancos. As roupas casuais - jeans, uma camiseta, um casaco fino e a .45 na cintura sem a menor discrição.

Com um sorriso convidativo aos garotos - mostro os dentes marcados com o tabaco que ainda mascava. Lemente encurvado para frente, sigo como se fosse velho conhecido do lugar.

- Boa noite, rapazes.. Não amassem à maquina! - e dava risinhos.

- Espero não pegar o velho Will de mau humor! - e dava uma piscadela, mantendo o mesmo sorriso bobo.
avatar
O Mercador

Mensagens : 75
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por William Reddington em Seg Ago 20, 2018 8:47 pm

William-Katherinna

William sorriu, enquanto colocava a mãos no bolso, ouviu a indagação de Katherinna e quando a mesma lhe da espaço para falar ele diz:

-Como eu disse no início da conversa, eu pedi um auxílio para a Coroa Inglesa e você apareceu.

-Não confunda meu pedido de auxílio, com pedido de socorro, você está aqui para elevar o poder do clã na cidade, já que Crane veio ter sua morte final e os que sobraram foram Evan Collins e Emma Smith, ambos tem seu prestígio, porém, pouca representatividade para o clã, exceto Emma, que é uma Harpia.

William tira a mão do bolso, com um sorriso malandro, enquanto cruzava os braços atrás de seu próprio corpo e continuou:

-Como você disse, a cidade precisa estar sobre o controle total dos Ventrue, porém, não almejo que Ethan saia de seu trono, ele fora um homem justo e eu só estou onde estou na cidade, graças a minha competência e o reconhecimento dele, afinal, ele me escolheu pessoalmente como um de seus Algozes.

-Todavia, não me é interessante que os outros consiga aumentar suas influências ou até mesmo poder na cidade, então é ai que seu auxílio entra.

William faz uma pequena pausa, como se tentasse organizar em sua cabeça o que deveria falar, então continua:

-Como eu disse, você fora uma resposta e tanto ao meu pedido a Coroa, seu desejo de juntar nomes, influências e soberania, me é devidamente oportuno.

-Porém, não ache que sou uma criança da noite e não entenda que você também quer usar meu prestígio, nome, influência, além de meu Status, para ter facilidades em Austin, afinal, você é uma recém chegada, apesar de ter influência e poder, qualquer um dos Anciões mais antigos daqui, conseguiriam enxota-la caso não a quisesse por aqui ou começasse a ser impertinente a eles.

O Ventrue então com um sorriso disse:

-Pensando por esse ponto,gostaria de torna-la uma Secretária, tanto do Primogênito, quanto do Xerife.

-Assim acredito que formamos a junção de nossos nomes como você propôs e também poderá agir na cidade, como minha colaboradora, assim como seu tão adorado servo Noah gostaria.

William então caminhou até sua mesa abrindo sua gaveta e pegou uma caixa preta, então a abriu, revelando o conteúdo da mesma, havia um broche na caixa:



O Broche era de ouro e pedras preciosas, era devidamente feito sob encomenda e detinha o valor estimado em alguns mil dólares.

-Esse broche é algo que eu daria a pessoa que fora minha Secretária, os anciões de Austin estarão cientes, de quem porta-lo deverá ter seu devido respeito.
avatar
William Reddington

Mensagens : 242
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Ter Ago 21, 2018 10:13 pm

Narração - William - Katherinna

A conversa seguia de forma amistosa até o momento que William recebe um sinal luminoso em seu escritório, e de forma automática se volta as câmeras a tempo de notar que Ethan chegara acompanhado de Albatroz e Lory, a pequena "rata" do Zelador. Reportar a ela desta forma seria descortês da parte de qualquer um, isso se não gerasse um problema sério e animosidades com o implacável Albatroz.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Ter Ago 21, 2018 10:54 pm

Narração - Maurice - Seraph

Acompanhando Seraph e se posicionando paralelo, mas com o mesmo a sua frente, estava a líder das harpias, que durante o caminho, diferente de Seraph, emitia um sorriso simpático de canto de boca e um olhar que prontamente se encontra com o seu(Maurice). Eles(o algoz e a  harpia) certamente eram os extremos naquele salão.

Seu corpo era vistoso, suntuoso, cheio de vida e simulava vida também, parecendo estar inclusive respirando.



Em sua mão destra havia um martine com uma azeitona verde, mas ao longo do caminho se desfaz do mesmo, deixando na bandeja de um dos garçons que servia o grande salão.

Após Maurice se pronunciar como membro da corte, a harpia sorri de forma delicada demonstrando surpresa, levando a mão a boca e tampando seus dentes perfeitamente alinhados e brancos em seguida...

_Ora ora, temos um ilustre convidado aqui... -a ênfase em convidado foi clara, seguido de forma sequencial de um sorriso agradável- Senhor Maurice... Fico feliz que ao menos um dos membros dos gangrel deu o braço a torcer em suas decisões e resolveu estar conosco em mais uma simples e fútil noite deste dia!

_Tens fome ou sede? Deseja falar com alguém em especial... Não gostaria de tomar seu tempo quando ao que parece, tens certa urgência!
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Ter Ago 21, 2018 11:24 pm

Narração - Mercador

O velho e asqueroso rato de esgoto estaciona a frente do hotel, fazendo com que os poucos frequentadores que se aventuraram na tempestade e os diversos seguranças que estavam na porta do mesmo se entreolhassem. Um dos homens trajando um terno preto sentou-se no banco do "possante" sem sorrir, todos os homens tinham o mesmo rosto e parece que a palavra sorriso nunca fez parte de seus vocabulários.

O distinto membro contrastava com o ambiente elegante e luxuoso, e enquanto perscrutava o lugar, pôde notar Ethan passar do outro lado da sala de recepções e entrar em uma simples portinhola; estava apressado e passou como um raio parecendo não te perceber. Ele estava acompanhado de Albatroz e de sua esposa Lory, a dita rata que era assumidamente uma Cleópatra.


Lory parece perceber você e da uma meia parada enquanto diz algo no ouvido de Albatroz, o mesmo após isso se vira para você e cumprimenta com um menear de cabeça. Estavam muito longe para trocarem palavras, mas o mesmo que também parecia apressado, se desfaz do abraço de Lory e lhe beija no rosto em despedida.

Lory deste modo sorri para o mesmo e se volta na sua direção, caminhando de maneira alinhada e glamourosa. A bela Cleópatra, não deixava nada a desejar, era muito parecida com um toreador e para quem não a conhece, certamente seria possível criar esta impressão.

A mesma já próximo segura sua mão e beija, para o espanto de alguns. Como se não bastasse cruza os braços ao seu sem nada dizer no caminho até o elevador, apenas mantida um agradável sorriso receptivo que lhe encheu de orgulho.

_Boa noite padrinho! -Dizia quebrando o gelo-
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Katherinna Hudson em Qua Ago 22, 2018 6:18 pm

Katherinna se afasta um pouco do Xerife, com alguns pequenos gestos e algumas palavras, ela percebe que tinha tocado em algum ponto critico.

Mantinha ainda o sorriso carismático e sua altivez, analisa como proceder a partir daquele momento. Se aproxima dele e o deixa colocar o broche em sua roupa e fala docemente:

_ Por favor Xerife, não ousaria um lance tão arriscado. Seu nome é louvado na Corte e no Clã, eu ia propor algo mais mundano.

_ Eu não quero e não vou intervir de nenhuma maneira em suas negociatas, trouxe minhas influências, para que juntos possamos utilizar de nossos recursos, estou me colocando como sua maior colaboradora.

Depois que ele termina de colocar o broche, ela ajeita suas roupas delicadamente:

_ Agradeço sua confiança, e começarei logo a minar as forças e poder de qualquer um que ameace a entrar em nosso caminho.

Se afasta indo até a poltrona e se senta, quando escuta o sinal na sala, indicando a chegada do Principe e antes que ele se manifeste, ela termina a conversa:

_ Não pense que seria tão facil me enxotar de uma cidade, onde nós temos apoio e força politica a ambito Mundial, a não ser que façam isso sob minhas cinzas, e acredito que isso não seria bom para seu amado Principe, isso causaria um mal estar geral, não concorda? Até mesmo uma intervenção da alta cúpula, isso não seria bom para seus negócios.

_ Acho que estamos bem entendidos, de qual o nosso papel dentro desse jogo e dessa dança de cadeiras.
avatar
Katherinna Hudson

Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por William Reddington em Qui Ago 23, 2018 6:58 pm

William-Katherinna

William sorri ao ouvir as palavras de Katherrina, enquanto prendia o broche na mesma, que parece aceitar o cargo que lhe foi oferecido, então diz:

-Fico feliz que tenha o bom senso em entender a minha posição na corte e no clã, pois apesar de eu lhe dar esse aviso de forma ríspida, é por que a reconheço como alguém de extremo valor.

O Ventrue ajuda a Vampira a ajeitar a roupa, nesse momento voltou seu olhar para o monitor em sua mesa, que lhe dava o aviso da chegada de Ethan e os outros, então disse:

-Fico feliz, que tenha aceitado ser minha secretária e entenda que a partir de agora, somos colaboradores e qualquer um que lhe ofender ou desrespeitar, estará estendendo sua ofensa ao nome Reddington e ao clã.

-Entenda que eu trato meus colaboradores com o respeito que me tratam e com o mesmo empenho que me dedicam, enquanto seus esforços forem meus, os meus serão seus quando assim me pedir.

-Todos entenderão sua posição ao verem o broche, mas também farei um pronunciamento durante a reunião e também em seu evento, fazendo assim nossa união pública.

-Você disse que iria me propor algo mais mundano, o que seria?

William pergunta em um tom curioso, nesse mesmo momento, fazia um sinal para Henry, que se aproxima da mesa e lhe entrega um dispositivo que estava em sua mão. Reddington olha para Noah e para Katherinna com um sorriso simpático enquanto diz:

-Acredito que isso aqui não será mais necessário...

O Xerife então guardava o dispositivo em uma das gavetas de sua mesa, meneou a cabeça positivamente para Katherinna enquanto a mesma falava de não ser fácil enxota-la. E com uma risada divertida disse:

-De fato, mas como eu lhe disse, há alguns membros dessa cidade que detém, tanta força política quanto nós e como eu lhe falei, nosso clã até então só tinha eu como cabeça e nossa união nos fortalecerá ainda mais.

-Antes do fim da noite, mandarei Henry lhe enviar um relatório da situação da cidade e também até onde você, com seus subordinados podem chegar.

Então apontou para o seu monitor dizendo:

-Creio que é melhor encerrarmos aqui e ir até a outra sala de reuniões, afinal, há muitos que nos espera.

-Podemos?

William se levanta, se ponto ao lado de Katherinna e lhe oferecendo o braço.
avatar
William Reddington

Mensagens : 242
Data de inscrição : 18/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Maurice em Sex Ago 24, 2018 12:41 am

Maurice percebeu a chegada da Harpia, muito antes do que aparentou, não por sua beleza, mas pelo modo de se locomover pelo recinto... Seus movimentos, ao contrário de Seraph, eram feitos para chamar a atenção de todos, mas sem que revelassem essa intenção. Tamanha destresa e habilidade não passariam despercebidos pelos olhos de predador do Gangrel.

Os olhos de Emma, também, eram atentos... Apesar de ser evidente seu objetivo de alcançar Maurice, ela estava atenta a tudo e a todos no salão.

Mas, apesar da admiração pela habilidade de Emma, Maurice sentiu repulsa pelo ato de carregar uma bebida e, ficou grato quando ela se desfez daquilo, visto que aquilo era um comportamento humano - a presa - não de seus predadores. "Típico do Clã da Rosa" - pensou, enquanto a Harpia se aproximava.

- Bonsoir madame, Emma. - enfatizou o "madame", denotando a idade avançada da vampira, apesar de sua aparência jovial, devolvendo a alfinetada, enquanto fazia uma curva reverência com a cabeça.

- Merci, por sua cortesia mas, está correta ao perceber a urgência de minha vinda ao Elisium. Os Gangrel se ocupam de proteger as fronteiras da cidade e, como membro da... corte - olhou para Seraph, rapidamente, ao pronunciar esta palavra, e continuou - venho trazer um Très important informação, ao Xerife.

Maurice confiava que os serviços prestados ao principado lhe dariam alguma proteção ou salvo conduto, contra a "língua de prata" da Harpia. Por isso, ousava devolver-lhe algumas provocações. Mas, até onde ou se, ele estava correto, nem ele saberia afirmar...
avatar
Maurice

Mensagens : 11
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Katherinna Hudson em Sex Ago 24, 2018 6:09 pm

Katherinna fica intrigada com o dispositivo, e com os trejeitos de Henry, mas nada diz, apenas observa, questionaria Noah depois sobre aquela cena.

Se aproxima muito de Willian e lhe diz com a voz baixa e sedutora:

_ Ia lhe propor um casamento, isso mesmo, um casamento como os mortais fazem, mas achei muito clichê, e nós temos coração de pedra, não é mesmo?

_Mas nada nos impede de sermos o Rei e a Rainha de Austin, você comanda o sub mundo e eu a superficie, serei a luz sobre o nosso mundo, e você será a sombra. Legal não acha?

Ela sorria e falava de uma forma bem natural sobre o comando total da cidade, como se fosse algo simples e fácil, passava segurança a Willian.

_ Agora vamos, não quero deixa a Vossa Execelência nos aguardando, temos pontualidade Britânica.

Era muito fácil gostar da Ventrue, era fácil lidar com ela e fácil conversar, quando ela se coloca a andar ao lado do Xerife, Noah imediatamente acompanha ela até onde pudesse ser permitido sua presença.
avatar
Katherinna Hudson

Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por O Mercador em Sab Ago 25, 2018 4:53 pm

A privação do sorriso em suas máscaras apenas expunha a fraqueza de mentes frágeis sob as coleiras da Dominação. Escravos.

O velho caminhava adentro, sempre com um sorriso largo e olhos pequenos para todos. Mas a figura do trio e os hábitos urgentes de Ethan aguçam a curiosidade da velha ratazana que alarga discretamente o sorriso e percebe os olhares de Lory - a protagonista de conto trágico. Apesar de que, pena para com aquela mulher era a última coisa que um membro sensato poderia ter. Era uma lâmina precisa. Tanto naqueles salões quanto fora deles.

- Ô minha filha... Não há necessidade disto! - apesar de não evitar o afeto, tocando-lhe a face com tamanha delicadeza e respeito, como se estivesse com uma de suas próprias crias.

- Está fantastica hoje, minha "fia"! - elogiava a mulher enquanto caminhavam, deixando ser guiado.

- O "veio" sentiu saudades... Imagino que também já ouviu as novidades...? - e, propositalmente, diz em um tom aberto, ciente de que aquilo era e DEVERIA ser captado pelos famintos por fofocas. Adorava atiçar a curiosidade daquelas hienas.

E continua pelo elebador.
avatar
O Mercador

Mensagens : 75
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Seraph e Maurice

Mensagem por Narrador em Dom Ago 26, 2018 6:56 pm

Emma era astuta como uma serpente e sorri amistosamente ante a tentativa do gangrel ser um indivíduo social, e apesar de estar se saindo bem, não pareceu abalar a resoluta e bela líder de línguas afiadas.

_Então se ocupam agora e se preocupam com nossas fronteiras? -Respondendo a própria pergunta segue dizendo- A sim, claro, como um cainita*(havia um quê de maldade nesta palavra) que faz uso do território e paga tributos ao Príncipe. Um preço justo com certeza!

Aquele realmente foi um tiro no pé de Maurice. Os gangrel fazem uso sim do território, mas como indivíduos independentes de qualquer favor ou dever, pelo menos não velado. Os gangrel não são inimigos do secto, mas também não são os principais colaboradores; eles passaram a viver suas não vidas, não se metem no assunto da seita e como reciprocidade, a seita não se mete com eles.

O único acordo que tem ciência é que o clã fica, mas se necessário devem agir com a promessa de que se unirão a seita em caso de uma guerra declarada contra a cidade, como pagamento do tributo. Ainda não sabe-se qual gangrel cumprirá este tributo caso ocorra, pois afinal, ainda não aconteceu algo do tipo desde a saída de seus iguais.

_Pois bem, acho que ter você aqui é como achar uma pérola rara no Elísio, fico muitíssimo feliz mesmo em estar aqui. Soube que haverá uma reunião importante entre o Xerife, o Príncipe e o Zelador.

_Posso te colocar frente a frente com estes 3 figurões, ou somente com o xerife se for o caso, mas para isso terá que me contar uma de suas histórias interessantes... -Havia ênfase em suas palavras e ela tinha sim competência para tal, a tal história que queria saber ficou clara nas entrelinhas para Maurice e para Seraph-

Quando se dá conta, Maurice estava envolvido plenamente naquele jogo social, Seraph por sua vez sabe que seria descortês interferir naquela barganha social, com sério risco em quebrar protocolos importantes para existência da seita.

_Ou você pode aguardar a reunião acabar, eu posso lhe fazer companhia até lá se quiser...

*é comum um vampiro camarilla se reportar a um vampiro da torre de marfim como membro é a qualquer outro como cainita, em especial os sabás.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Katherinna - William

Mensagem por Narrador em Dom Ago 26, 2018 7:24 pm

Noah era um indivíduo que ouvia mais do que falava, mas como conselheiro particular de Kat, e antes disso do próprio Jan Pieterzon e talvez de Hardestad, a ventrue sabia que ele teria comentários pertinentes a fazer quando estivessem a sós.

Sua expressão era serena para William e Henry e não denunciava qualquer anormalidade, se atendo a concordar sempre com os termos de maneira silenciosa. Mas Kat tinha ciência plena que em seu olhar, havia orgulho de sua senhora, afinal ela se saiu melhor do que esperado.

...

Henry, assim como Noah pouco interferiu na conversa, apenas se prontificando a cumprir o que lhe fora ordenado e ter um papel coadjuvante, ainda que cúmplice aos desígnios e caprichos de seu amo.

Findado a conversa, entrega uma espécie de controle remoto a Will e após acenar para o mesmo em concordância, abre a porta para que podessem se dirigir ao local da reunião.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Mercador

Mensagem por Narrador em Dom Ago 26, 2018 8:02 pm

Enquanto caminhavam pelo hotel, uma criança olhava com medo na direção de vocês, o menino que corria na direção da dupla, desviou seu caminho e voltou para próximo de seus pais enquanto fitavam ambas as criaturas com olhar de pânico. O pai acaricia a cabeça do menino que agarrava sua perna, e fita na direção da dupla, dando um sorriso para ambos ludibriando a reação do filho, e sem muito entender, ignora o mesmo por fim.

Sobem, e no caminho Mercador faz alusão a ter uma boa informação para trocar. Lory por sua vez sorriu de canto e aceitou entrar na dança.

Assim como Mercador era também um nosferatu, e esse tipo de ação era a força de seu clã, não era algo que pudesse negar ou ignorar, ou estaria sujeita a rejeição de todos seus pares.

Lory para em frente ao espelgo do elevador e alisa seus cabelos com as pontas dos dedos. Enquanto se olhava no espelho, tece um breve comentário:

_Sabe meu velho amigo... Por mais que sejamos impecáveis em nossos disfarces algumas crianças e animais sempre acabam por nos denunciar, eu acho isso péssimo, pois de todos os Elísios que temos na cidade, este é o mais perigoso para nós, visto a quantidade de gente que por aqui passam diariamente... Por sorte o pai daquele garotinho era idiota o bastante para ignorar o que ele tinha a dizer... Todos são!

Não havia defeito na máscara de Lory, nem na sua, estavam perfeitas, mas era uma atenção demasiada, Lory era muito habituada a lidar com o gado, e uma observação destas lhe enerva, afinal, buscava a perfeição sempre, cada um a seu modo.

_Então... -Parecia se referir a informação-

_Te dou uma informação valiosa em troca. De acordo?
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Seraph em Seg Ago 27, 2018 8:45 pm

Narração Maurice e Emma

*Seraph ia deixar os dois sozinhos quando descobriu as intervenções do Gangrel, mas o teor do assunto era de interesse do Malkaviano. A cartada de Emma atiçou sua curiosidade ainda mais , então, permanecia ao lado dos dois para poder  ouvir. Claro que o Gangrel poderia se negar a falar, mas esse era o território de "caça" da Harpia, era difícil sobrepuja-la nesse jogo. Apesar de tudo, a única reação de Seraph foi erguer uma das sobrancelhas.*
avatar
Seraph

Mensagens : 333
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Maurice em Qua Ago 29, 2018 10:33 pm

Maurice já havia percebido os perigos do salão, mas nenhum olhar atravessado seria mais perigoso do que negar um favor à lider das Harpias.

Se o custo de seu auxílio já estava estabelecido, era melhor ceder do que ficar com um dívida em aberto.

Seu conflito interno, finalmente, teve fim.

- Mercy, madame! Aceito sua oferta, mas o salão tem ouvidos astotos e sons desagradáveis que atrapalham o clima da história - finalizou com um olhar insinuante para a belíssima Toreador.


Última edição por Maurice em Sab Set 01, 2018 12:41 am, editado 1 vez(es)
avatar
Maurice

Mensagens : 11
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por O Mercador em Sex Ago 31, 2018 6:49 am

Ele ouvia as palavras da Cleoprata enquanto olhava intrigado para a criança. Caso não fosse o Elísio, teria dado um jeito de resolver aquela questão, mesmo ciente de que lhe roubaria algum tempo. Contudo, tinha de respeitar o Domínio, seguindo adiante, com una insatisfação tal como se fosse una demonstração de preconceito daquela criança.

- Uma pena que estamos em zona neutra... - as palavras soavam vazias enquanto a distância do garoto aumentava.

- Bom.. - evocava a mudança de assunto.

- Podemos deixar por sua criaticidade.. - aproxinava-se, quase sussurrando ao seu ouvido, propositalmente para evitar ouvidos sensíveis ou provoca-los.

- Bom,,se existe um conselho a dar seria para ficarem de olho na zona fantasma... - continuo sussurrando, enquanto lhe entrego um prqueno bilhete, contendo o relato da crescente ascensão do poderio Anarquista como a terceira Seita.

Enquanto isto, acompanhava a reação da mesma diante das palavras ali escritas.
avatar
O Mercador

Mensagens : 75
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Sex Ago 31, 2018 10:37 pm

Narração - Maurice - Seraph

Emma poderia sorrir outra vez mais, era comum para ela, era plena e convictamente social, mas ao contrário do que se esperava de forma corriqueira, ela estava séria. Sua boca estava fechada, sobrancelhas arqueadas e maxilar exuberante, como se os dentes de sua boca, ainda que não exibidos, estivessem cerrados.

Neste ínterim, um dos ditos Guarda-Real Ventrue(alcunha dada aos seguranças específicos deste Elísio), se aproxima pedindo licença. Sua atenção estava voltada ao Algoz:

_Senhor, pediram para que alertasse o senhor quanto a reunião. O Príncipe já está aguardando, assim como os demais convidados!

Aquela ação inusitada fez Emma voltar a sorrir de súbito, e enquanto se desloca, desta vez segurando(não puxou, nem te arrastou, apenas segurou ainda parada) as mãos de Maurice de maneira delicada, diz:

_Esta tudo bem senhor algoz, eu cuido do nosso convidado!

Fitando agora Maurice no olho em sinal de cumplicidade:

_Vamos?

A dupla caminha para uma ala mais reservada, uma das muitas salas separadas para reuniões deste tipo. Aquele lugar tinha uma textura acústica e parecia seguro para o que quer que fossem deliberar.

_Então nobre amigo... Conte sua história mais recente!

Emma estava nitidamente curiosa, mas desta vez, sua postura era mais no intuito de te ajudar que set ajudada. Parece que após deixar o palco principal, se tornou uma amiga próxima, bem menos arrogante ou incisiva.

Off:Seraph pode escolher seguir a dupla e deixar todo mundo esperando ou ir até a sala de reuniões.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Sex Ago 31, 2018 11:53 pm

Narração - Mercador

A dupla de ratos chamam atenção dos membros locais presentes, o Elísio estava bem vazio, tendo como frequentante Lannery Tormenta, que como sempre fazia anotações de forma curiosa, o rato notou que ela discretamente tirou uma fotografia sem flash em um celular de alta resolução na direção de vocês.

Lannery estava acompanhada do Doutor Tobin Goulart, o renomado criador de carniçais e estudante sanguíneo do clã malkaviano. Vezes ou outras ela tirava fotos disfarçadamente, tanto de membroa quanto de obras, era algo muito sutil e você, incrédulo; não teve certeza plena ainda deste ato que não era proibitivo, mas era deveras esquisito.

...

A conversa transcorria natural, Lory assimilou a informação de forma muito chocada.

_Você acha que o fato deles já estarem na cidade, ainda que nos evitando arriscado demais? Eu acho esquisito o xerife ter deixado de lado a zona leste, ou melhor, evitado. Parece que esta evitando isso a todo custo!

_Uma fonte confiável me afirmou que eles, os anarquistas, estão por lá. Isso me fez pensar... Boris tinha um QG lá e repassou a você; como você pretende se proteger destes malditos? Você não achou essa generosidade de Boris um pouco esquisita, ou oportunista?

...

Uma nova figura surge no salão principal, ela para um instante e e ouve o final de uma canção triste tocada pela violinista igualmente sombria. Por fim, dispensa os membroa de seu clã para ir na direção de vocês.

Se tratava de Max, a cria adotiva de Ethan, uma das duas harpias que se faziam presente e abrilhantavam o lugar.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Seraph em Sab Set 01, 2018 12:45 am

*Após o informe sobre a reunião, perde o interesse no momento por Maurice. Se dirige ao "guarda" Ventrue apenas falando* -Ok! * E segue para a sala onde estavam esperando.*

-Aguardo vocês lá dentro!

*Normalmente toda aquela parte social era um transtorno para Serafh, mas quando Ethan estava presente isso mudava, então com seriedade se coloca em seu lugar, o lugar reservado para ele na sala e aguarda os acontecimentos, olhando para seu senhor e tentando ver "qual" deles era no momento.*
avatar
Seraph

Mensagens : 333
Data de inscrição : 18/11/2015
Localização : Austin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Sab Set 01, 2018 1:52 am

Narração Seraph

Próximo post:Sala de Reuniões-Elísio Ventrue
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por O Mercador em Sab Set 01, 2018 7:50 pm

O velho parecia absorto ao ambiente enquanto considerava agir contra a Malkaviana sabidamente lunatica e de passado, no mínimo, duvidoso.

- Acho que isto seria apenas questão de tempo antes que "nos evitar" se transforme em algo mais... - dizia com um tom sombrio.

- Sei que ele está me usando de vanguarda naquela região mas ainda sou um velho rato... Acho que vão acabar respeitando minhas rugas. - e havia um sorriso por debaixo daqueles óculos, quase enigmático ou tolo.

- Querida... Lannery parece bastante interessada em nós, depois do show acho que você po... - antes que pudesse continuar, percebe a aproximação da Harpia, o que o faz deter o que pretendia dizer, olhando-lhe nos olhos.

- Resolvo este pequeno empecilho para ti.. - dando uma piscadela até que a "filha de Ethan" se aproxima.

E, com um pequeno espanto, seguido de uma amistosidade quase subserviente, o velho recebe a "Princesa".

- 'Noite', senhorita Max! - anunciava com uma reverência desengonçada de uma coluna estragada, no papel que desempenhava no meio dos mortais.

Assim, abro espaço para que minha sobrinha também falasse, permitindo que o jogo começasse.

avatar
O Mercador

Mensagens : 75
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Maurice em Dom Set 02, 2018 5:10 am

- Bom... Esta noite, logo ao despertar, me deparei com uma movimentação estranha... notei que haviam mais animais, nas redondezas, do que o normal... Ao investigar, descobri um metamorfo, como os Lupinos, se esgueirando por lá...

Maurice decidiu modificar o modo dos acontecimentos, a seu favor, para melhorar sua imagem com a líder das harpias...

- Une créature terrible... Eu aguardei um momento de distração do monstro e je suis allé à l'attaque... Vonsegui dominá-lo e ele me contou que muitos cainitas estão se agrupando nas fronteiras próximas ao território Gangrel... Deixei a fera partir, em troca da informação e por saber que eles, sempre andam em grupos. Matá-lo, atrairia a fúria dos seus companheiros...

Maurice tentava dar um tom dramático enquanto falava de seu encontro com o monstro metamorfo.

- Por minha conta, fui investigar e suspeito que sejam cainitas do Sabá. Por isso, acho de suma importância que nossas defesas sejam postas em alerta, e sejam feitos os preparativos para sufocarmos sufocarmos estava invasão antes que estejam prontos.

Sua narrativa, apesar de comedida para se manter secreta dos ouvidos de fora da sala, assumiu um tom urgente.

- Os Gangrel, só, intervirão se os invasores ofenderem o seu território. Por isso não podemos contar com seu apoio certo. Mas é possivel um acordo.

- Entende, agora, a urgência de minha presença naquela sala, madame?


Última edição por Maurice em Ter Set 04, 2018 11:59 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Maurice

Mensagens : 11
Data de inscrição : 03/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Narrador em Ter Set 04, 2018 11:58 pm

Lory acenava positivamente quanto a questão da louca que tinha problemas de memória, mas não se importa muito a princípio, afinal, estava acompanhada pelo Dr. Tobin e este sim era um indivíduo de respeito. Depois questionaria isso a ele também.

_Também percebi, logo iremos abordar ela...

Assim sendo se cala e disfarça como se tudo que estivesse acontecendo fosse normal.

_Então, eu confio em você, mas sozinho não sei se vai contornar esse problema, temo pela sua integridade. Todavia soube de um clã que esta em desconforto com os anarquista e pode te ajudar e vice versa... Para variar... -como se isso não fosse de fato uma novidade- mas o clã brujah esta disposto a qualquer aliança positiva quanto a este fronte inimigo. Acho que no pior das hipóteses é alguém para recorrer, além de claro o próprio Boris...

...

Com um sorriso no rosto acompanha a aproximação de Max. A mesma sorri amigável ao perceber o flete amistoso do Mercador, e sorri, sem abrir muito a boca, apenas se atendo a mostrar os dentes.

Seu alvo obviamente não era o Mercador, mas parece não se importar se o mesmo iria ouvir ou não a conversa, fazendo uso de plena convicção de que o mesmo seria discreto. Segurando em ambas as mãos de Lory, que se deixa levar pelo gesto, Max diz sem muitos rodeios:

_Amiga, minhas preces foram atendidas... -faz uma pausa para criar um suspense- Emma finalmente cedeu e agora teremos mais uma Harpia no Feudo.

Era óbvio a quem se referia, mas segue completando.

_Emma cedeu com dificuldade, mas dobrar meu pai foi muito mais difícil, mas também consegui. Bem-Vinda, harpia!

_Amanhã se fará oficial...

Aquela de fato é a melhor informação que Mercador poderia receber naquela noite, e melhor ainda, saiu de graça.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1361
Data de inscrição : 17/11/2015

Ver perfil do usuário http://austinnoturno.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elísio Ventrue (Sheraton Hotel Austin TX)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum